Técnico croata conta como parou Messi na Copa e defende Bola de Ouro para Modric

Comentários()
Getty Images
Zlatko Dalic falou à Goal e relembrou vitória contra a Argentina, além do vice-campeonato para a França

Zlatko Dalic se tornou um dos técnicos de maior destaque no mundo após levar a Croácia a uma final inédita de Copa do Mundo. No caminho até o jogo do ano, porém, o time do Leste Europeu teve de superar a gigante Argentina, de Lionel Messi e uma rica história. 

Em entrevista exclusiva à Goal, o técnico croata destacou como parou Lionel Messi e companhia em partida válida pela segunda rodada do Grupo D. Na ocasião, o 3 a 0 em cima "hermanos" colocou a Croácia de vez entre as seleções favoritas ao título da Copa 2018.

Domagoj Vida Croatia Argentina World Cup
(Foto: Getty Images)

“Para mim, Leo Messi é o melhor jogador do mundo, e ele está mostrando isso semana após semana. No entanto, é mais difícil para ele jogar com a Argentina do que com o Barcelona, ​​e nós tentamos explorar o que nós considerávamos pequenas fraquezas no time da Argentina. Tentamos fazer com que a bola não chegasse a Messi e parar ele rapidamente nas áreas onde ele gosta de receber a bola. A Croácia foi apenas um time melhor do que a Argentina nesse jogo”, destacou.

Dalic disse que estava otimista com a campanha da Croácia antes do início do Mundial, já que a seleção tinha no elenco craques do Barcelona e Real Madrid como Ivan Rakitic e Luka Modric, respectivamente. 

GFX_Zlatko Dalic

“Sabíamos que tínhamos jogadores experientes que jogam nos maiores clubes, e que eles são capazes de vencer qualquer equipe na Copa do Mundo. No entanto, é muito difícil ganhar uma medalha neste torneio porque há 10 boas equipes que podem ir até o fim e vencer qualquer um. Você precisa estar em sua melhor forma, ser saudável, ter um bom ambiente na equipe e ter alguma sorte durante o caminho”, disse.

O comandante aproveitou para destacar que não houve uma preparação especifica por parte da comissão técnica para a finalíssima da Copa. Cogitada por alguns como a “zebra” daquela edição, a Croácia não resistiu ao time da França e acabou perde aquele que seria o título inédito para o país.

Mais artigos abaixo

GFX_Zlatko Dalic

“Não há necessidade de ter uma motivação especial para tal jogo - é o jogo mais importante em sua vida. Analisamos a França, como fizemos com qualquer outro adversário e tentamos encontrar um plano de como jogar contra eles. Acho que fizemos muito bem, jogamos muito bem no primeiro tempo e foi um azar de estar trás do placar no intervalo. A França é uma grande equipe, então eles conseguiram manter essa liderança até o fim do jogo, e eu tiro o chapéu para eles”, relembrou.

Por fim, Dalic ainda defendeu a entrega da Bola de Ouro para Modric e não para Cristiano Ronaldo ou Messi, que dominaram o prêmio nos últimos dez anos. “Eu realmente acredito que Luka mereça esse prêmio em 2018. Ronaldo e Messi são grandes jogadores que merecidamente já ganharam tantos grandes prêmios”, finalizou.

Próximo artigo:
Flamengo no Mercado: Quem chega, quem sai e quais as prioridades para 2019?
Próximo artigo:
FIFA 19: Vinícius Junior, Arthur e Militão listados nas Estrelas do Futuro do Ultimate Team
Próximo artigo:
Iniciando sua quinta temporada no Palmeiras, Dudu reencontra adversário de sua estreia com status de ídolo
Próximo artigo:
Santos no Mercado: Quem chega, quem sai e quais as prioridades para 2019?
Próximo artigo:
Icardi vai renovar com a Inter de Milão, confirma Wanda Nara
Fechar