Sergio Ramos nega suposto doping e ataca Football Leaks: "Tentaram manchar minha imagem"

Comentários()
Getty
Capitão do Real Madrid emitiu um comunicado em que insiste que a informação é falsa e que vai tomar as medidas legais possíveis

Uma denúncia do Football Leaks causou um terremoto na última sexta-feira (23) ao acusar Sergio Ramos de ter sido flagrado no exame antidoping na final da Champions League 2016/2017, contra a Juventus, no País de Gales. A acusação foi desmentida quase imediatamente pelo Real Madrid e pela própria UEFA, que foi acusada de ter arquivado o caso. 

Neste sábado (24), o capitão do time merengue emitiu um comunicado oficial após a derrota para o Eibar onde afirma ser inocente, explica o motivo das acusações e diz que tomará medidas legais. 

Antes da publicação do comunicado, Sergio Ramos falou sobre o caso durante passagem pela zona mista.

"Vou tomar medidas em relação a esse tipo de acusação, porque está claro que tentaram manchar imagem como profissional. Eu já realizei mais de 300 controles de doping ao longo da minha carreira e nunca aconteceu nada parecido. Acredito que quem deveria falar já se posicionou e agora meus advogados trabalharão para que se mostre a verdade", afirmou.

"Eu já sabia que a informação ia sair, me avisaram há um mês e meio. Mas eu não tenho medo porque estou falando a verdade", completou.

Sergio Ramos, Real Madrid
(Foto: Getty Images)

Confira abaixo o comunicado divulgado por Sergio Ramos

Em relação às informações publicadas por vários meios de comunicação sobre mim, quero esclarecer o seguinte:

- Me manifesto veementemente contra o doping. Nunca participei nem participarei nem consenti ou consenti nada em relação ao doping.

- Os dois casos específicos referidos são explicados da seguinte forma:

1. Málaga, abril de 2018: uma vez terminado o jogo, foi solicitado que o controle antidopagem fosse realizado. Dada a pressa do tempo para a viagem iminente de volta da equipe, o chefe do controle me permitiu tomar banho, sempre em sua presença, e depois realizar o teste como em todas as ocasiões.

2. Cardiff, junho de 2017: recebi tratamento médico prescrito e administrado pelos profissionais médicos do clube. A questão foi esclarecida e resolvida entre as organizações por meios escritos e formais.

- Na minha longa carreira esportiva eu ​​me apresentei e passei por inúmeros controles antidoping. Nem neste caso, como já declararam a UEFA, a AMA e o Real Madrid, nem nunca deixei de cumprir os regulamentos antidoping.

- E, finalmente, respeitando o direito à informação, devo também garantir o meu direito de honra. Minha equipe jurídica estudará tomar medidas naqueles casos em que se falta com a verdade e, portanto, minha reputação e meus direitos são violados.

Fechar