Seguro e pegador de pênaltis, veja como o contestado Alex recebeu o apelido de Muralha

Comentários()
Gilvan de Souza/CR Flamengo/Divulgação
Goleiro se destacou em todos os clubes por onde passou e esteve entre os que mais fizeram defesas difíceis nos últimos brasileiros

Alex Muralha chegou ao Flamengo em janeiro de 2016 após dois anos se destacando pelo Figueirense. Contratado para fazer sombra a Paulo Victor, que atravessava má fase, e para a a médio prazo se tornar o goleiro titular da equipe, ele foi ganhando a confiança dos torcedores e se consolidou na posição em pouco tempo. Suas boas atuações no Brasileirão do ano passado lhe levaram à Seleção Brasileira.

Depois de um ano mágico, 2017 não tem sido agradável para o goleiro que vive a pior fase desde que chegou ao Flamengo. Contestado pela maioria dos torcedores, ele não foi nem confirmado como titular no gol Rubro-Negro para o duelo desta quinta-feira, contra o Cruzeiro, pelo primeiro jogo da final da Copa do Brasil e vê o jovem e inexperiente Thiago ganhar a preferencia da torcida.

Thiago - Flamengo
(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo / Divulgação)

Como se não bastasse, recentemente o jornal EXTRA, estampou em sua capa uma provocação ao goleiro onde dizia que não o chamaria mais pela alcunha de Muralha, devido as últimas falhas do arqueiro na meta Rubro-Negra. O fato do arqueiro não ter defendido praticamente nenhum penalidade desde que chegou ao clube também pesa contra.

Durante a entrevista coletiva desta quarta-feira, após o último treino do Flamengo antes de encarar o Cruzeiro, Rueda falou sobre a situação de Alex Muralha, e disse que o goleiro vem fazendo um trabalho especial na parte psicológica.

Hoje torcida do Flamengo quer ver Muralha bem longe da meta Rubro-Negra, mas nem sempre foi assim. Vale ressaltar que o goleiro ganhou a vaga de titular com total apoio dos torcedores que acreditavam em seu potencial. No Brasileirão de 2016, por exemplo, o arqueiro ficou entre os três que fizeram mais defesas difíceis na competição atrás apenas de Jailson, campeão e Vanderlei,  vice-campeão.

Alex Muralha Atlético-PR Flamengo Brasileirão 11122016

Foram um total de 50 defesas difíceis e 23 defesas delas com o placar empatado em 15 jogos diferentes. Ou seja, defesas que ajudaram o time Rubro-Negro a vencer ou a não perder os pontos na competição. 

Em setembro do ano passado, ele recebeu a primeira convocação para a Seleção e o técnico Tite fez questão de exaltar a regularidade do jogador.

"Ele vem fazendo um grande campeonato brasileiro, como já fez no Figueirense. São dois anos mantendo um padrão de atuação. Merece a convocação. A fase do Flamengo ajuda".

Alex Muralha Brasil 07 10 16
(Foto: Pedro Martins / MoWa Press / Divulgação)

Para mostrar que 2016 não foi um ano atípico na carreira do atleta, em 2015, Muralha foi o quarto goleiro com mais defesas difíceis no Brasileirão. Foram 55, o que foi fundamental para ajudar o  Figueirense a escapar do rebaixamento naquele ano. 

Voltando um pouco mais atrás, em 2012, quando recebeu o apelido de Muralha da torcida do Comercial, Alex foi espetacular. Além de ser o principal jogador da equipe, ele defendeu quatro pênaltis no Campeonato Paulista, dois deles em um mesmo jogo, contra a Ponte Preta, em Campinas. 

Alex Muralha Bandeirão
(Foto: Arquivo / Comercial)

Leandro Franco, preparador de Muralha no Comercial, relembrou a fase do arqueiro na época, comentou o carinho da torcida e revelou como ele  recebeu a alcunha.

"Trabalhei com o Alex por uns quatro anos e foi no Comercial de Ribeirão Preto que ele passou a ter maior visibilidade no futebol. Só posso falar coisas boas a respeito dele como pessoa e como atleta e graças as suas ótimas atuações a torcida do Comercial fez até uma faixa para ele o apelidando de Alex Muralha. Ele foi um goleiro muito seguro nesse período. Chegou a pegar dois pênaltis contra a Ponte Preta no mesmo jogo e outras pênaltis em outros jogos, além de salvar várias vezes fazendo defesas cara a cara. Como qualquer goleiro ele também cometeu erros, mas obteve muito mais acertos do que falhas. Me recordo que algumas vezes que perdemos o torcedor ficava irritado e ele, em algumas oportunidades saiu aplaudido de campo. É um goleiro alegre e trabalhador".

Mais artigos abaixo

Quando chegou ao Flamengo, inclusive, Muralha ressaltou que gostava do apelido que lhe trouxe sorte na carreira.

"Gosto muito desse apelido, é um apelido forte para um goleiro, mas também me trouxe sorte".

Por incrível que pareça, a alcunha pode ter se tornado um peso para o jogador devido as cobranças exageradas até dos torcedores e apesar de passar por uma fase não tão boa, Muralha é um goleiro com histórico de confiança embaixo das traves e o mesmo torcedor que hoje pede a sua saída já vibrou e muito com suas defesas. Faz parte do futebol. 

Próximo artigo:
PSG x Guingamp AO VIVO e DE GRAÇA! Assista aqui com DAZN e Goal
Próximo artigo:
Palmeiras manda lista de inscritos para o Paulistão sem Moisés e com cinco vagas abertas
Próximo artigo:
Arsenal x Chelsea: Horário, local, onde assistir e prováveis escalações
Próximo artigo:
Corinthians está perto de fechar retorno de Vagner Love, diz TV
Próximo artigo:
"Não estava sabendo da situação financeira do Santos", diz Sampaoli, incomodado no cargo
Fechar