Sarri não comenta futuro e explica porque deixou Guardiola no vácuo

Comentários()
Getty Images
Italiano não cumprimentou o espanhol após a goleada imposta pelo City ao Chelsea

A super goleada de 6 a 0 imposta pelo Manchester City ao Chelsea foi pesada para Maurizio Sarri. Isso ficou nítido após o fim da partida, quando Maurizio Sarri não cumpriu uma tradição da Premier League e deixou Pep Guardiola 'no vácuo' ao não cumprimentá-lo como ocorre entre os treinadores adversários depois dos jogos da competição.

Sarri tem sido muito criticado e já existe quem peça a demissão do italiano. Em entrevista coletiva, porém, o treinador preferiu não focar muito na possibilidade de ser demitido e explicou porque não cumprimentou Guardiola.

"Você precisa perguntar ao clube (se devo temer uma demissão). Estou preocupado com meu time. Estou preocupado com a atuação, porque meu trabalho sempre está em risco, então não me preocupo com isso", disse Sarri.

"Eu não vi ele (Guardiola) naquela hora, mas é claro que, como é normal, eu vou ir dar um 'oi' pra ele mais tarde que o normal. Foi por acaso porque eu queria ir para o vestiário logo e naquele momento eu não o vi. Eu não tenho problema algum com Pep", afirmou.

Sarri ainda lamentou a fase ruim do Chelsea. "Nós precisamos entender as razões das coisas não estarem funcionando, e isso não é fácil. No começo, nós jogavámos melhor fora de casa do que em casa. Agora, é o contrário. Algo mudou. Eu ainda não vi razão para isso, mas precisamos trabalhar para isso", comentou.

Fechar