São Paulo: Muricy tem nome gritado por torcida em queda, mas rechaça volta: "Não quero mais isso"

Comentários()
SporTV/Reprodução
Tricampeão brasileiro pelo clube paulista, Muricy Ramalho tem o nome gritado por torcida durante eliminação para o Talleres, mas não pretende retornar

Muricy Ramalho não quer voltar a trabalhar como treinador. O comentarista, tricampeão brasileiro como técnico pelo São Paulo, teve o nome entoado pela torcida durante a partida que culminou na eliminação precoce do time na Copa Libertadores da América. No entanto, reforçou que o desejo é permanecer no atual emprego.

"Não não, estou muito bem aqui (como comentarista). Não quero ser mais treinador, já disse diversas vezes. Recebo convites, mas não quero mais, estou feliz onde estou", disse o comentarista do SporTV após a transmissão do empate sem gols entre o Tricolor Paulista e o Talleres.

O pedido da torcida é por conta da insatisfação com o trabalho de André Jardine, efetivado como treinador no fim de 2018 após a saída do uruguaio Diego Aguirre. O atual comandante do São Paulo trabalhava nas divisões de base da equipe antes de receber a oportunidade entre os profissionais.

Muricy Ramalho aproveitou para tirar a responsabilidade de Jardine do mau momento vivido pelo Tricolor Paulista.

Mais artigos abaixo

"A torcida está muito chateada, já há algum tempo. Mas é preciso rever isso, não adianta 'só o técnico (ser responsabilizado), só o técnico'. Já trocaram de técnico por 10 anos, e não resolveu nada", comentou.

Apesar das críticas à diretoria e da resposta negativa para a solicitação da torcida, o comentarista agradece o carinho recebido durante o confronto da equipe na Libertadores.

"Fico muito agradecido pela torcida do São Paulo, que tem um carinho enorme por mim. Claro, é um momento de dificuldade, há muito tempo não vence títulos, eu passei por uma época vencedora, então isso fica marcado", concluiu.

Fechar