São Paulo aguarda: Eduardo Vargas poderia deixar Tigres e voltar ao Brasil

Comentários()
A temporada do chileno chamou a atenção do clube paulista que poderia contratar o paraguaio para formar um tridente com Lucca e Ibarra.

No início da temporada no México, o futuro do atacante chileno Eduardo Vargas era incerto no Tigres. Sem ser gozar de muito prestígio com treinador Ricardo Ferretti, muita se especulava sobre a possível saída do atacante do time mexicanao e sua opção mais certa era um empréstimo para o futebol brasileiro. 
 
No entanto, o ex-Hoffenheim decidiu ficar na equipe mexicana e, pouco a pouco, começou a ganhar uma posição entre os titular, se tornando um dos destaques da equipe asteca na Liga MX. Na verdade, ele é o vice-artilheiro do clube da Universidade Autônoma de Nuevo Leon, com seis gols, três menos que Enner Valencia. Seus seis gols se somam as quatro assistências que ele deu no torneio: dois na vitória por 5-0 contra o Puebla, um contra o Lobos BUAP e outra no 3-3 contra o Morelia. 
 
A sua equipe aproximou-se da final no México depois de vencer a América, na partida de ida ao visitar o Estádio Azteca, com um gol solitário marcado pelo brasileiro Juninho. Devido ao desempenho do chileno, o São Paulo voltou a observar o atacante que que poderia retornar ao Brasil depois de passar pelo Gremio em 2013. 
 
A negociação com o time tricolor já estaria "em progresso", mas seria "caro e onerosa", levando em conta o mercado mexicano e os 9 gols marcados em 36 jogos em 2017.

Eduardo Vargas TigresFoto: AFP

Vale ressaltar que essa não é a primeira vez que o clube paulista se interessa pelo chileno: em 2012 quase acertou com o atacante, mas alguns "detalhes" impediram que a operação fosse fechada.

Após uma temporada decepcionante, mas que terminou em alivio para o torcedor tricolor com a fuga da zona de rebaixamento do Brasileirão, o São Paulo já vai planejando o seu ano de 2018 para não sofrer como na atual temporada. Com Vargas ainda atuando em um bom nível e a equipe carente de jogadores que atuem do meio para frente, o chileno poderia ser uma excelente aquisição.

Procurando contratar ainda jogadores como Ibarra e Lucca, o chileno seria uma opção interessante para Dorival Junior caso deseje jogar com ou sem Lucas Pratto. Bom cabeceador e veloz, o chileno pode jogar tanto como um centro-avante (assim como fez nos títulos recentes da Copa América pelo Chile) ou atuar junto com Pratto, fora da área, atuando como um jogador de aproximação. Assim, o argentino que passou praticamente toda a temporada de 2017 isolado na área teria uma excelente companhia e o time uma poderia ter uma peça importante para "dar liga" na equipe de 2018.

Fechar