Rogério Ceni no Flamengo: vitórias, aproveitamento, eliminações e mais do técnico na Gávea

Comentários()
O ex-goleiro chegou para ocupar a área técnica do Rubro-Negro após a demissão de Domènec Torrent, mas trabalho ainda não engrenou

Rogério Ceni chegou ao Flamengo, em novembro de 2020, para ocupar a vaga deixada no clube após a demissão do técnico Domènec Torrent. O treinador vinha de um grande trabalho à frente do Fortaleza, sendo taxado como um dos melhores brasileiros na área técnica.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

Contudo, os resultados não têm sido dos melhores.  Ao menos até este momento. Se chegou com o sonho de ser campeão da Copa do Brasil e Libertadores referentes à temporada 2020, duas eliminações no mata-mata dos torneios deixam o Brasileirão como única opção restante de título para Ceni nesta sua primeira campanha à frente do clube carioca. Confira, abaixo, um rápido resumo de sua passagem até aqui.

Expectativa na apresentação

Rogério Ceni chegou ao Flamengo com a expectativa de que faria um grande trabalho, depois de sua ótima segunda passagem na área técnica do Fortaleza. Os resultados, até o momento, não estão do lado do ex-goleiro nesta temporada – que se apresenta como um verdadeiro desafio para treinadores mundo afora, devido ao calendário inchado.

Mais eliminações que vitórias

Rogério Ceni São Paulo Flamengo Copa do Brasil 18 11 2020 (Foto: Alexandre Vidal/CR Flamengo)

Rogério Ceni tem mais eliminações em torneios do que vitórias conquistadas. Sob o seu comando, o Flamengo foi eliminado nas oitavas de final da Copa do Brasil para o São Paulo, e caiu na mesma fase para o Racing na Libertadores da América. A única vitória do Rubro-Negro sob o comando de Ceni até aqui foi sobre o Coritiba, pela 22ª rodada do Brasileirão.

Números

Rogério Ceni apresentado no Flamengo (Foto: Alexandre Vidal/CR Flamengo)

Até o momento, Rogério esteve à frente do Flamengo em seis jogos: uma vitória, três empates e duas derrotas. Foram sete gols marcados e nove sofridos, considerando todas as competições.

O aproveitamento até aqui é de 33%, inferior ao de seu antecessor, Domènec Torrent, que tinha 64.1% até ser demitido.

Otimismo para o futuro

Rogério Ceni Diego Alves Flamengo São Paulo Copa do Brasil 11 11 2020 (Foto: Alexandre Vidal/CR Flamengo)

Apesar de ainda não ter comemorado mais do que lamentado, Ceni vê com bons olhos o futuro no Flamengo e segue a tecer grandes elogios ao seu elenco de jogadores.

Mais artigos abaixo

“Eu acredito que eu posso continuar fazendo o meu melhor todos os dias. Isso é o que eu posso fazer, posso controlar trabalho, melhorar intensidade, fazer o time pressionar mais, rodar mais, a parte técnica, a parte tática, só não posso controlar o resultado", afirmou após a eliminação nos pênaltis sofrida contra o Racing, nas oitavas de final da Libertadores.

"Sou muito feliz de trabalhar como um grupo como esse. Hoje faz 21 dias que estou aqui, sei o que trabalhei das 112, 14 horas, tentando fazer, pensar e realizar treinos para esse time melhora cada vez mais", completou.

Fechar