Notícias Placares ao vivo
Grêmio

Renato e Grêmio: por que a paciência do torcedor já não é a mesma?

11:58 BRT 23/02/2020
Renato Gaucho Gremio Pachuca Club World Cup 12122017
Derrota para o Caxias mostrou que o eterno ídolo não é mais unanimidade no comando técnico

A derrota por 1 a 0 sofrida para o Caxias, na final do primeiro turno do Campeonato Gaúcho, deixou em evidência que as coisas no Grêmio não são mais as mesmas. Revoltados com o resultado, o segundo revés no ano para o time da serra, torcedores do Tricolor não esconderam o descontentamento e protestaram contra o treinador-ídolo Renato Portaluppi.

Quer acompanhar o melhor do futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN com um mês grátis!

Por mais que tenha a gratidão eterna dos gremistas pelo que fez como jogador e como treinador, Renato não é mais unanimidade. A temporada está em seu início, mas uma série de acontecimentos explicam por que a paciência do torcedor não é mais a mesma.

A passagem do tempo

Nos braços do povo após a conquista da Libertadores em 2017 (Foto: Getty Images)

Campeão da Copa do Brasil em 2016 e da Libertadores no ano seguinte, o Grêmio de Renato deixou o torcedor “mal acostumado”. E apesar de seguir brigando pelos maiores títulos nos anos seguintes, o Tricolor não conquistou as grandes taças em 2018 e 2019. Dentro do futebol, é um fator que começa a criar ansiedade e inicia todo este processo.

O “fator Flamengo

(Foto: Getty Images/Goal)

Mas a paciência começou a diminuir na reta final de 2019, especialmente após a goleada por 5 a 0 sofrida contra o Flamengo, na semifinal da Libertadores. Além do resultado elástico em si, o placar simbolizou a passagem de bastão, do Grêmio para os cariocas, no debate sobre quem jogava o futebol mais bonito do Brasil. E isso mexeu com a autoestima gremista, como não poderia deixar de acontecer.

Some a isso, a obrigação da equipe evoluir e diminuir a distância que tem hoje em relação ao Rubro-Negro. A comparação constante com o Flamengo, é importante ressaltar, não é uma exclusividade do Grêmio. Palmeiras e outros clubes que recentemente conquistaram coisas grandes também convivem com esta pressão.

Aposta em Thiago Neves

(Foto: Divulgação/Grêmio)

A insistência de Renato em contratar Thiago Neves, que veio em baixa após sair com a imagem arranhada do Cruzeiro, também não agradou os torcedores. Uma provocação antiga, feita pelo meia quando ainda vestia a camisa da Raposa, ainda não foi perdoada pelos gremistas e ajuda a explicar o motivo de tamanha antipatia.

Escolhas e resultados de 2020

Mas o desempenho em campo, que costuma criar muitas verdades absolutas no futebol, explica melhor do que qualquer coisa a história deste descontentamento. E a derrota para o Caxias juntou vários dos elementos apresentados acima.

O Grêmio não jogou bem e teve dificuldades em criar oportunidades, com o agravante das escolhas de Renato não terem sido bem vistas: manteve o contestado Bruno Cortez como titular na lateral-esquerda e revoltou os torcedores ao colocar Thiago Neves em campo no segundo tempo, sendo que a preferência de boa parte dos tricolores era pela entrada do jovem Pepê.

Thiago pouco fez em campo, assim como o Grêmio, que em oito jogos foi derrotado três vezes.

Renato, contudo, se mantém confiante e tem apoio irrestrito da diretoria. É amado pelo torcedor, mas a não ser que resultados melhores aconteçam isso não é mais o bastante para lhe blindar das críticas.