Notícias Placares ao vivo
Grêmio v Internacional

Renato alfineta Inter, enquanto presidente do Grêmio ataca arbitragem e D’Ale; Odair comemora empate

21:47 BRT 12/05/2018
Renato Gaucho Gremio Lanus Copa Libertadores 22112017
Gremistas não pouparam críticas após polêmicas no Gre-Nal, que terminou empatado em 0 a 0

 

Como de costume após os clássicos Gre-Nais as declarações polêmicas voltaram a ser escutadas. Dessa vez, principalmente do lado gremista após o empate em 0 a 0, neste sábado (12), na Arena do Grêmio, em jogo válido pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro.

O presidente Romildo Bolzan Júnior fez questão de passar pela zona mista para fazer duras críticas a atuação da arbitragem e ao meia D’Alessandro, que sequer entrou em campo no Gre-Nal 416.

“A arbitragem foi um escândalo. Se ela será o que o Brasil oferecerá na Copa do Mundo, está em risco. Três pênaltis, uma condição desastrosa, absolutamente leviana. Temo que a arbitragem brasileira fique comprometida com esse nível. Se é isso que oferecemos à Copa, começaremos a rezar – disparou Romildo. – Houve três lances capitais: do Cortez, a mão e do Luan. Examinamos as três situações, muito claras de pênaltis. Uma vez é do jogo. Duas vezes, há suspeição. Mas três vezes é absolutamente inoperante, incompetente, mas, pelos precedentes, pode ser má-fé”, afirmou.

“Eu acabei de ver a imagem. Um jogador que é reincidente, provocador, arruaceiro, vai ao campo, dá problemas e dá um soco no adversário. Você quer que eu diga o quê? O árbitro nem isso viu. Estava com um problema oftalmológico”, completou.

Quem também não ficou satisfeito com a atuação da arbitragem foi Renato Gaúcho. Os gremistas reclamaram de três possíveis penalidades a favor da equipe.

“Só o Grêmio procurou jogar. O Internacional veio para se defender e quando conseguimos furar a defesa o Danilo Fernandes defendeu ou o árbitro não quis dar os três pênaltis a favor do nosso time”, declarou antes de cutucar o Grêmio.

“Foi uma partida de um time de 1ª divisão contra um de 2ª divisão. O Inter apenas se defendeu. Se eu fosse torcedor do Internacional não estaria satisfeito com o futebol apresentado hoje”, completou.


(Foto: Ricardo Duarte/Internacional/Divulgação)

Polemicas à parte, quem saiu satisfeito com o empate foi o Internacional. Na visão do técnico Odair Hellmann o empate não foi o ideal, mas o desempenho da equipe agradou.

"Deu tudo certo em termos de estratégia. Não viemos para jogar por uma bola. É diferente ser agressivo na marcação com bloco baixo, médio ou alto. Fomos. Gostaria de parabenizar e levantar uma situação que o grupo de jogadores foi muito comprometido, mesmo com as cobranças. Hoje entregaram tudo que tinham”, ressaltou.

Quero realçar o comprometimento do grupo. Quem sentiu lesão durante a semana, quem passou mal esta noite, todos se colocaram à disposição para jogar. Tivemos alguns desfalques, todos estão disponíveis. Todos estão na causa do Inter, no objetivo de fazer diferente neste ano. Levamos um ponto, tiramos dois do adversário. E muito mais pela situação de vai ser 7 a 0, 6 a 0, não existe jogo jogado. Cada um tem uma história e a de hoje foi empate. Com muita dedicação e comprometimento dos jogadores”, finalizou.