Rebaixamento cancelado na Ligue 1: o que acontece após a decisão judicial?

Última atualização

Depois das polêmicas acerca do encerramento da Ligue 1, o Conselho de Estado da França decidiu por validar o encerramento do campeonato, mas também por suspender o rebaixamento da edição 2019/20.

No final do mês de maio as duas equipes rebaixadas, Amiens e Toulouse, entram na justiça pedindo que o encerramento do Campeonato Francês - decidido pelo primeiro ministro francês - fosse revogado, alegando não ser justo que caíssem para a segunda divisão.

Em sua decisão o juiz legitimou o encerramento do campeonato, no entanto cancelou o rebaixamento na edição de 2019/20 da Ligue 1. 

Para legitimar o encerramento do campeonato o juiz "não há dúvidas quanto à legalidade desta decisão, que pesou as vantagens e desvantagens de uma parada imediata do campeonato, enquanto havia grande incerteza sobre se as competições poderiam ser reiniciadas em tempo hábil". O veredicto foi baseado em declarações do primeiro ministro francês e também considerando a meta da Uefa de  3 de junho ser a data limite para o encerramento das ligas nacionais da Europa.

Assim, a Liga Francesa de Futebol deve repensar o formato da Ligue 1 para a temporada de 2020/21, de modo que esta seja disputada por 22 times e não mais 20, ou seja, os mesmos da atual temporada e mais os dois que subiram de divisão através do acesso da Ligue 2.

Mais artigos abaixo

"A diretoria da Liga não poderia basear legalmente sua decisão de rebaixar os dois últimos clubes da Ligue 1 no fato de que o atual acordo com a Federação Francesa de Futebol (FFF) prevê um limite de 20 clubes, enquanto este acordo expira em 30 de junho e um novo acordo terá de ser assinado", apontou o juiz ao ordenar o novo formato para a competição.

O Campeonato Francês teve seu encerramento decretado pelo primeiro ministro, Édouard Philippe ainda em abril, devido à pandemia de coronavírus Covid-19, que cancelou eventos esportivos no país até setembro. Desta forma, o PSG, líder da Ligue 1, foi campeão pela nona vez, enquanto os doi lanternas, Amiens e Toulouse, seriam rebaixados.