Real Madrid joga em cidade que foi epicentro da pandemia na Europa

Cerca de um ano depois da fatídica partida entre Atalanta e Valencia, espanhóis jogam em Bérgamo novamente pela Liga dos Campeões

Há cerca de um ano ninguém poderia imaginar que a vida seria tão diferente. Palavras como ‘coronavírus’, ‘quarentena’ e ‘distanciamento’ praticamente nem eram usadas e hoje em dia estão na rotina de todos mundo afora. E nesta quarta-feira (24), o Real Madrid viaja à Itália para enfrentar a Atalanta na cidade de Bérgamo, um dos epicentros da pandemia na Europa. 

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

Em fevereiro de 2020, a partida entre Atalanta e Valencia, também pela Champions League, disputada em San Siro, foi um dos episódios centrais para a disseminação da Covid-19 em solo italiano. "Foi uma bomba biológica", lamentaria mais tarde Giorgio Gori, prefeito de Bérgamo, sobre aquela partida que já não deveria ter acontecido, ou pelo menos não com a presença de torcedores. 

Mas foi na cidade de Bérgamo, sede da Atalanta, que os primeiros casos do novo coronavírus foram encontrados no continente europeu, se espalhando rapidamente por toda a região da Lombardia, uma das mais afetadas pela doença em toda a Europa.

A situação chegou a ficar tão grave que obrigou caminhões a transportarem dezenas de caixões com as vítimas fatais da Covid-19 para cidades vizinhas, como solução para a superlotação dos cemitérios locais. 

Bérgamo, Coronavirus, Lombardía Foto: Miguel Medina / AFP

Nessa época, o jornal local L'Eco di Bergamo aumentou de um para dez o número de páginas dedicadas aos obituários, cidadãos formaram grupos para arrecadar dinheiro para ajudar os que mais precisavam e exigiam justiça pela negligência cometida pelas autoridades. O roteiro é de ficção, mas infelizmente foi bem real. 

Segundo estimativas oficiais, em março do ano passado, o índice de mortes quadruplicou em relação à média da última década, e a curva só foi achatar um pouco em junho. Atualmente, a região ainda registra metade das mortes de toda a Itália. Ao final de 2020, acreditava-se que 42% dos habitantes de Bérgamo já haviam produzido anticorpos para a doença, números sem precedentes na Europa. 

O próximo dia 18 de março será o primeiro dia nacional em memória das vítimas da Covid-19, com algumas homenagens esperadas. Antes disso, porém, o Real Madrid, novamente um clube espanhol, visita a cidade para encarar a Atalanta sem a presença de público, mas em uma região com as feridas ainda bem abertas. 

Fechar