Imprensa espannhola se 'assusta' com estreia do Real Madrid no Mundial de Clubes

Comentários()
Getty Images
Principais jornais esportivos da Espanha criticam atuação do time merengue contra o Al Jazira: "Mundial? Mais parecia com o clube de comédia..."

O Real Maidrid se classificou para a final do Mundial de Clubes e irá enfrentar o Grêmio no próximo sábado às 15h. No entanto, a dificuldade para bater o modesto Al Jazira foi o destaque na imprensa espanhola nesta quarta-feira após o duelo. Com criticas pesadas ao atual campeão espanhol e europeu, os jornais usaram tons parecidos para falar sobre o jogo classificado como "comédia", "vexame" e "ridículo".

O diário AS foi quem pegou mais leve. A publicação deu um aviso ao time merengue: "No futebol de hoje, quando você acha que é muito superior e você perde seu lugar, todo mundo bate em você". Além disso, afirmou que a equipe merengue foi salva pelo VAR, quando a partida já estava 1 a 0 para o time dos Emirados Árabes e Boussoufa marcou o segundo que acabou sendo anulado: "O milagre do VAR e o susto esfriaram o sangue".

Cristiano Ronaldo Real Madrid Al Jazira Club World Cup 13122017Foto: Getty

Para o jornal "quando enfrenta uma partida contra um adversário mais fraco, é um erro auto-impor a vitória como o único resultado honroso. O futebol é conquistado com gols, mas também com controle e segurança", acrescentando que o duelo desta quarta-feira deve servir de "lição para a final deste sábado contra o Grêmio".

O diário catalão Sport foi impiedoso e colocou em sua manchete: "Bale salva o Real Madrid do ridículo". Normalmente muito criticado, o galês foi um dos únicos que se salvaram das críticas da publicação que tratou o Al Jazira praticamente como um time amador fazendo exceções apenas para alguns jogadores.

"Depois de marcar cinco gols apenas no primeiro tempo, em uma equipe de "Campeões" como Sevilha, ficou no zero contra um rival que nunca alcançaria a elite do futebol espanhol. Apenas o seu goleiro, o brasileiro Romarinho, que deu um recital, e o atacante Ali Mabkhout poderiam jogar no futebol europeu" afirmou o Sport.

Romarinho Real Madrid Al JaziraFoto: Getty

Já o Marca não aliviou e criticou o time de Zidane do começo ao fim, tratando o Real como um "Clube da comédia".

"Foi uma comédia, uma ópera buffa, teatro do absurdo, obra grotesca, surrealismo do futebol, esta semifinal da Copa do Mundo de Clubes. Uma coleção de episódios, para rir e chorar, inadequado para uma partida no mais alto nível, mais perto de uma partida de solteiros contra casados. O nível do Real Madrid em certos momentos foi mais que preocupante, mesmo mascarado pelos disparos feitos em cima do herói Ali Khaseif. O time de Zidane está na final, com muito mais dúvidas do que certezas, por mais que inferior que fosse o rival" escreveu a publicação preocupada com a exibição merengue na estreia do Mundial de clubes.

Fechar