Quem é Fredy Guarín, volante colombiano que reforça o Vasco?

Comentários()
O meio-campista colombiano teve excelente passagem pelo Porto, e também foi peça importante na Inter de Milão

O colombiano Fredy Guarín chegou a frequentar o noticiário do Flamengo, mas quem levou e melhor foi o Vasco da Gama, que apresentou oficialmente o volante como novo reforço da equipe nesta quinta-feira, 3 de outubro. O alvinegro aproveitou que as tratativas com o rival não avançaram e fechou rapidamente com o jogador de 33 anos.

Acompanhe o melhor do futebol ao vivo ou quando quiser: assine o DAZN e ganhe um mês grátis para experimentar

Guarín, que estava sem contrato desde a rescisão de seu vínculo com o Shanghai Shenhua, da China, chega ao Brasil após anos três anos na Ásia e algumas temporadas bem-sucedidas no futebol europeu - especialmente por Porto e Inter de Milão.

Confira a seguir um resumo da carreira da nova contratação do Cruzmaltino!

Ídolo no Porto e boa passagem pela Inter

Guarin & Falcao Porto Championship 2010 Guarín fez 5 gols no caminho até o título da Europa League 2010-11, o maior número para um meio-campista (Foto: Getty Images)

Quem é Fredy Guarín? O colombiano foi revelado pelo modesto Atlético Huila, e ainda jovem teve passagem rápida pelo Boca Juniors antes de rumar para a Europa. No Velho Continente, passou a maior parte de sua carreira: foram quase dez anos, divididos em três clubes tradicionais. Foram duas temporadas no Saint-Étienne, na França, mas foi no Porto onde Guarín mais comemorou.

O colombiano chegou à equipe portuguesa em 2008 e deixou o Estádio do Dragão, em 2011, tendo conquistado três vezes o Campeonato Português, e o mesmo número de taças na Supertaça Cândido de Oliveira e a Taça de Portugal. Também comemorou um título de Europa League em 2011, aparecendo com importância também para fazer gols decisivos – como os contra Spartak de Moscou e Villarreal, respectivamente nas quartas e semifinal do certame continental.

Guarin Inter Serie A (Foto: Getty Images)

As excelentes exibições em Portugal atraíram o interesse de uma Internazionale de Milão, que ainda respirava o ar recente da melhor temporada de sua história. Quando Guarín chegou, para a temporada 2011-12, entretanto, os italianos já começavam a entrar no ciclo de decadência que marcou os seus últimos anos. Ainda assim, o colombiano era tido como um dos melhores nomes no time Nerazzurri, clube que defendeu até 2016 sem conquistar títulos.

Na China, a fase mais goleadora

Guarin Tevez Gio Moreno Shanghai Shenhua Guarín, ao lado de Tévez, no Shanghai Shenhua (Foto: Getty Images)

Contratado por 11 milhões de euros pelo Shanghai Shenhua, chegou ao futebol chinês em uma época de ascensão no futebol local. Na Ásia, atuou ao lado de Carlitos Tévez e viu sua equipe disputar costumeiramente as primeiras posições. O seu melhor ano individualmente foi 2017, quando acumulou o maior número de gols marcados em sua carreira (12) e ainda comemorou o título da Copa da China – sua única conquista no oriente. Rescindiu com o Shanghai na metade deste ano, e não entra em campo desde o mês de julho.

Preferencialmente um segundo volante, Guarín (que já esteve no Brasil para a Copa do Mundo de 2014) rende melhor centralizado, mas já atuou também pelos lados – fechando o setor, não atuando como ponta. No Vasco, chega sob a esperança de dar força, criatividade e poder de finalização ao meio-campo em um time que briga contra o rebaixamento.

Fechar