Protesto das camaronesas: críticas, ameaça de investigação e silêncio da federação

Comentários()
Getty Images
Tima africano foi eliminado nas oitavas de final da Copa feminina e atitude controvérsias do elenco na partida gerou polêmica após fim de jogo

O duelo entre Inglaterra e Camarões, pelas oitavas de final da Copa do Mundo, ficou marcado devido às atitudes indisciplinares das atletas africanas durante a partida. Com a derrota por 3 a 0, a seleção camaronesa deu adeus ao mundial e a eliminação acabou ganhando holofotes negativos por conta do comportamento atípico de um elenco profissional. 

As jogadoras camaronesas que não aceitaram as decisões da juíza e a intervenção do VAR ao longo da partida, ameaçaram deixar o campo em duas oportunidades: Após marcação de pênalti e consequentemente o gol da Inglaterra e na anulação do gol após revisão do VAR. 

Cameroon Women
(Foto: N/A)

Além dos episódios citados anteriormente, Ejangue ainda cuspiu no braço da atacante inglesa Toni Duggan e Yango empurrou a árbitra chinesa, que preferiu não advertir a atleta.

Mais artigos abaixo

Em resposta aos acontecimentos, o comitê de futebol feminino da Confederação Africana de Futebol (CAF), avisou que irá abrir uma investigação sobre os lances da partida. 

Em nota, a gerente do comitê, Isha Johansen disse: “Apesar de continuar orgulhosa de nossas equipes africanas que participaram da Copa do Mundo Feminina, a partida entre Inglaterra e Camarões refletiu mal, não apenas no futebol feminino africano, mas no futebol africano em geral. É uma questão que será abordada e tratada nos níveis apropriados de governança”.

Cameroon World Cup 2019
(Foto: Getty Images)

Por sua vez, a Federação Camaronesa de Futebol não se manifestou sobre as atitudes das jogadoras. Nas redes sociais, a Federação ressaltou a campanha do time no Mundial e disse ter muito “orgulho” e “inspiração” no time.

A Fifa também não comentou sobre os ocorridos da partida disputada no último domingo (23). Com vaga às quartas de final, a Inglaterra encara a Noruega na próxima quinta-feira (27), de olho nas semifinais da competição.

Fechar