Procuradoria da Espanha denuncia Cristiano Ronaldo por fraude fiscal

Comentários()
Getty Images
Seção de Delitos Econômicos da Procuradoria Provincial de Madrid apresentou uma denúncia por evasão fiscal de 14 milhões de euros entre 2011 e 2014

A Seção de Delitos Econômicos da Procuradoria Provincial de Madrid apresentou nesta terça-feira (13) uma denúncia diante do juizado de Pozuelo de Alarcón (Madrid) contra Cristiano Ronaldo por quatro delitos contra a Fazenda Pública entre os anos de 2011 e 2014.

A Procuradoria alega que, durante esses anos, o atacante português do Real Madrid deixou de pagar 14 milhões de euros em impostos ao fisco espanhol.

Em seu documento, o Ministério Público assinala que os delitos ocorrem por "ocultar ao fisco as rendas geradas na Espanha pelos direitos de imagem, algo que supõe um descumprimento "voluntário" e "consciente" de suas obrigações fiscais na Espanha".


VEJA TAMBÉM:


Além disso, se detalha que "os quatro delitos contra a Fazenda Pública cometidos entre os anos de 2011 e 2014 e que supõem uma fraude tributária de 14,7 milhões de euros por cotas fraudadas de 1,3 milhão de euros em 2011, de 1,6 milhão de euros em 2012, de 3,2 milhões em 2013 e de 8,5 milhões em 2014"

Sobre o sistema com o qual CR7 tem fraudado essas quantias, a Procuradoria explica que o jogador optou expressamente, na data de 11 de novembro de 2011, pelo regime fiscal espanhol aplicável aos trabalhadores deslocados em território espanhol. Em outras palavras, Ronaldo teria que submeter em 2011 suas rendas obtidas em solo espanhol ao imposto de 24% e ao de 24,75% nos três exercícios posteriores.

Fechar