Pretendido por Argentina e Colômbia, Gareca renova contrato com o Peru por mais quatro anos

Comentários()
CRIS BOURONCLE/AFP/Getty Images
Técnico argentino, que classificou o Peru para a última Copa do Mundo, estendeu seu vínculo para o ciclo do Mundial do Catar 2022

Após alguns dias de negociação, Ricardo Gareca chegou a um acordo com a Federação Peruana de Futebol para comandar a seleção sul-americana rumo à Copa do Mundo do Catar 2022. A informação foi divulgada pelo diário local El Comercio.

Além do aspecto financeiro, o argentino buscou se certificar que os problemas nos bastidores da FPF ficariam longe dos assuntos da seleção: recentemente, o presidente da entidade, Edwin Ovideo, enfrenta um escândalo fora de campo, e terá de ir à Justiça para provar sua inocência das acusações de tráfico de influência e mediação de homicídios. Ele também não estará presente durante a apresentação de Gareca no início de seu novo ciclo.

Após assinar o contrato e ser reapresentado, Gareca viajará a Buenos Aires para resolver questões pendentes antes de voltar a Lima e preparar a lista de convocados para os amistosos contra a Holanda e Alemanha, nos dias 6 e 9 de setembro.

Antes de fechar com os Incas, Gareca chegou a ser cotado para assumir as seleções da Argentina, Colômbia e México, que viram Jorge Sampaoli, José Pekerman e Juan Carlos Osorio deixarem seus respectivos cargos no comando das equipes.

Depois de se classificar para seu primeiro Mundial em 36 anos, na Rússia, o Peru acabou eliminado ainda na fase de grupos, terminando em terceiro ligar da chave que disputava com França, Dinamarca e Austrália.

Fechar