Notícias Placares ao vivo
Neymar

Presidente do PSG explica escolha por operação, agradece pai de Neymar e sonha com craque nas quartas da Champions

07:48 BRT 01/03/2018
Nasser Al Khelaifi Neymar PSG
Nasser Al-Khelaïfi disse que se sentiu tocado e afirmou que o clube francês é uma "grande família"

Mesmo sem Neymar, o PSG parece estar no caminho certo e tranquilo para conquistar a Ligue 1, a Coupe de France e a Coupe de la Ligue, e recuperar a hegemonia doméstica na França. A afirmação ganhou ainda mais força não só pela superioridade do elenco repleto de estrelas mesmo sem seu grande craque, em relação aos rivais do país, mas também pela ótima vitória por 3 a 0 sobre o Olympique Marseille, nesta quarta-feira (28), com show de Ángel di María, justamente o substituto do camisa 10.

No entanto, o cenário não se repete ao se analisar o duelo de volta das oitavas de final da Champions League, contra o Real Madrid. Neymar, que fará uma cirurgia e ficará longe dos gramados de seis a oito semanas, será um desfalque certamente sentido pelo PSG contra os Blancos. 

Parece ser opinião geral, porém, que o certo realmente é não forçar a escalação do craque, e o deixar se recuperar da melhor forma para estar inteiro não só para o clube francês no futuro, mas também para a Seleção na Copa do Mundo.

Ao contrário do que se especulou, o PSG pensa assim, e o presidente Nasser Al-Khelaïfi garante não apenas que a escolha é a melhor para Neymar, mas que ela foi tomada em conjunto. O dirigente ainda exaltou o pai do craque.

"É claro que a lesão de Neymar é uma péssima notícia, mas a cirurgia é a melhor decisão para ele, para o clube e para a Seleção Brasileira. Nós não tínhamos escolha, tomamos essa decisão sobre a operação juntos. Nós dissemos que iríamos tomar nossa decisão depois de três dias, e os três dias se passaram", afirmou.

(Foto: Getty Images)

"A Seleção Brasileira, o jogador, a família e todos estão de acordo com a operação. É uma decisão difícil, é claro, mas é a nossa única opção hoje. Se ele ficará um mês ou dois ausente, nós não sabemos, porque depende da evolução da operação, mas esperamos que Neymar esteja pronto para as quartas de final da Champions League", completou.

"Eu quero agradecer ao pai de Neymar. O que ele fez me tocou muito, ele é um grande homem e tentou proteger nosso clube. Nós somos uma grande família", concluiu.