Posse de bola, volume de jogo e estrela de Kross: os pontos fundamentais para o triunfo da Alemanha

Comentários()
Getty Images
Vitória dos atuais campeões do mundo só foi confirmada aos 49 minutos do segundo tempo com belo gol do meio-campista

banner Copa 2018

Não foi fácil e muito menos faltou emoção na vitória da Alemanha por 2 a 1 sobre a Suécia, neste sábado (23), no Estádio Olímpico de Fisht, em Sochi, pela segunda rodada do Grupo F da Copa do Mundo. O gol do triunfo da seleção tetracampeã do mundo só saiu aos 49 minutos do segundo tempo em belíssimo chute de Kroos.

Considerado o jogador mais importante da atual campeã do mundo, o camisa 8 do Real Madrid mostrou calma e frieza para superar o seu erro de passe que originou o gol da Suécia ao garantir o triunfo da Alemanha. Já no início do segundo tempo, participou da jogada do empate ao tocar para Werner, que Cruzou para Reus completar para o fundo das redes.

Faltava um gol ainda para deixar a Alemanha em boas condições na briga por uma vaga nas oitavas de final. Tudo parecia ainda mais complicado depois da expulsão de Boateng, mas, já nos instantes finais, o meia mostrou toda sua qualidade ao rolar a bola para Reus, que parou ela para o companheiro colocar no ângulo de Olsen.

Apesar de todo o sufoco, ao longo dos 90 minutos a Alemanha dominou a posse de bola e foi quem procurou atacar e propor mais o jogo. Os comandados de Joachim Löw tiveram mais de 75% de posse, deu muito mais passes (677 a 221) e também teve um índice muito maior de acertos (88,8% a 69,7%).

Todo esse volume colocado fez com que a Alemanha finalizasse muito mais. Foram 18 chutes contra apenas sete da Suécia, que apostou suas fichas nos contra-ataques. Em chances reais de gol, porém, houve equilíbrio. Seis a cinco para a Alemanha, sendo que a última delas foi a do decisivo gol da vitória.

Fechar