Ponto de equilíbrio da Seleção, Casemiro sai por cima na Copa e é esperança para o futuro brasileiro

Comentários()
Getty
Com moral, jogador pode ser importantíssimo na transição do novo ciclo de olho no Catar

"Você não sabe quão incrivelmente bom e importante é Casemiro até que não o tenha", essa foi a frase de Álvaro Arbeloa após a derrota por 2 a 1 para a Bélgica que eliminou a Seleção Brasileira da Copa do Mundo da Rússia.

Sem dúvida, a ausência do volante foi muito sentida, pois ele era quem dava o tom de equilíbrio da Seleção que entrou na Copa do Mundo com um meio-campo com menos poder de marcação. 

Pela esquerda, Casemiro se desdobrava para cobrir Marcelo, Neymar e Coutinho, trio que ofensivamente têm muita qualidade, mas na hora de recompor a marcação deixa a desejar, para destacar a ainda mais a importância do trabalho do volante, Paulinho também não é um primor na marcação e deixou espaços que eram preenchidos pelo incasável jogador do Real Madrid. 

Aos 26 anos, Casemiro se tornou o ponto de equilíbrio da Seleção, quase que um termômetro no meio-campo, com a missão de proteger a defesa e acionado para apoiar ao ataque, ele fez muita falta diante dos belgas, principalmente no primeiro tempo, onde Martinez aproveitou justamente a ausência do jogador para dominar o meio. 

Casemiro I Brasil Costa Rica I 22 06 18 I Copa do Mundo
(Foto: Getty Images)

Além do poder defensivo, Casemiro também conduz a bola com qualidade, lança ou entrega nos pés dos armadores, onde normalmente saí uma jogada ou chance de gol, daí a importância dele também na construção das jogadas. É assim na Seleção e é assim também no Real Madrid, onde foi usado com inteligência por Zidane e evoluiu muito, se transformando no melhor do mundo em sua posição. 

Nos últimos anos, inclusive, a regularidade de Casemiro é impressionante, eleito duas vezes no time ideal da Champions League, onde faturou mais um título com o Real Madrid na temporada, dono da posição na Seleção e um profissional impecável, bem diferente do menino mimado que começou a carreira no São Paulo. 

Quem convive de perto com o jogador diz que ele é obcecado por assistir aos Vts dos jogos para analisar onde acertou e errou, este ano chegou a declarar que assiste praticamente todos os campeonatos, incluindo o chinês, numa demonstração do quanto busca se aprimorar no meio do futebol. 

Em entrevista, Zidane destacou exatamente o fato de Casemiro buscar sempre aprender e se aprimorar como profissional. 

GFX ZIDANE

Mais artigos abaixo

"Ele quer sempre aprender, quer sempre saber, pergunta sempre e para um técnico isso é encantador".

Os tempos de "Casemarra" como era chamado na difícil época de transição da base para os profissionais do São Paulo ficaram para trás e deram lugar a um profissional centrado, focado e principalmente com desejo de evoluir. 

Aos 26 anos, Casemiro é, talvez, o jogador da Seleção que saí com mais moral para o próximo ciclo de Copa do Mundo e pode, também, se tornar não só uma liderança técnica, como um exemplo para os jovens que devem chegar de olho no Mundial do Catar. 

Próximo artigo:
Corinthians está perto de fechar retorno de Vagner Love, diz TV
Próximo artigo:
"Não estava sabendo da situação financeira do Santos", diz Sampaoli, incomodado no cargo
Próximo artigo:
Semifinais da Copa da Liga Inglesa: como e quando assistir
Próximo artigo:
Atlético se acerta com Morata, mas precisa abrir espaço no elenco; Impasse atrasa Higuain no Chelsea
Próximo artigo:
Agente de Militão confirma negociação com Real Madrid, mas descarta saída em janeiro
Fechar