Diante do Botafogo, Flamengo vai precisar lutar contra o planejamento

Comentários()
Gilvan de Souza / Flamengo
Com desfalques importantes contra o Botafogo, equipe pode ter apenas um centroavante à disposição outra vez

O Flamengo começou 2017 recheado de expectativas. Com alto investimento, a equipe, enfim, parecia que brigaria por algo grande nesta temporada. Mas na Libertadores, prioridade e sonho de qualquer torcedor, o time acabou pagando caro pelo planejamento errado e se despediu da competição de forma precoce. Nesta quarta-feira(23), contra o Botafogo, na semifinal da Copa do Brasil, o Rubro-Negro terá, novamente, alguns problemas de organização.

Com a saída de Alan Patrick, no início do ano, o elenco acabou ficando sem uma peça de reposição para Diego. Conca foi contratado, mas se recuperando de uma grave lesão no joelho, não teria condições de entrar em campo na fase de grupos da Libertadores. Como os deuses do futebol raramente perdoam esse tipo de coisa, Diego se lesionou e acabou desfalcando a equipe.

Conca treino Flamengo 14 04 2017
(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo / Divulgação)

Na ausência do meia e sem uma peça de reposição, Zé Ricardo foi obrigado a modificar a forma do Flamengo atuar no meio da competição. Toda a responsabilidade caiu em cima de Paolo Guerrero, que se desdobrou dentro de campo para ajudar o time. 

A eliminação veio como uma ducha de água fria não só na torcida como também na diretoria que já se programava por reforços para a fase de mata-mata da competição. Depois da queda, o Flamengo foi juntando os cacos e tentando recomeçar no Brasileiro.

Rhodolfo Everton Ribeiro Flamengo 12062017
(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo / Divulgação)

Reforços chegaram, a maioria deles para o time titular, Everton Ribeiro, Rhodolfo, Geuvânio e Diego Alves foram contratações consideradas de peso, para mudar o patamar da equipe, mas estarão de fora de um dos jogos mais importantes do ano.

O quarteto não pode entrar em campo pela Copa do Brasil, pois o prazo de inscrição já havia inspirado quando eles foram contratados. No Brasileiro, a situação do Flamengo é complicada, há 15 pontos do líder, fica bem difícil pensar na briga pelo título principalmente com CB e Copa Sul-Americana pela frente, e até time misto Rueda já mostrou que deve colocar na competição.

Sem os reforços, o time também não deve contar com Paolo Guerrero, que esteve ausente no primeiro jogo da semifinal por conta de uma lesão na coxa direita. O problema é que, Felipe Vizeu, sofreu uma pancada ainda no primeiro jogo e teve que ficar no sacríficio pela falta de centroavante no elenco.

Leandro Damião Flamengo 10 07 2017
(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo / Divulgação)

No mês passado, vale lembrar, o Flamengo liberou Leandro Damião para o Internacional ficando apenas com Guerrero e Vizeu como opções. O peruano, desfalca o time com frequência e Vizeu ainda é um garoto que está desabrochando no futebol.

A situação ficou tão complicada, que para poupar o camisa 47, Rueda escalou Lucas Paquetá como homem de referência contra o Atlético-GO, o que funcionou muito bem, mas vale lembrar da fragilidade do adversário, laterna do Campeonato Brasileiro. 

Contra o Botafogo, nesta quarta-feira(23), o Flamengo vai bem desconfigurado, sem pelo menos quatro jogadores considerados titular o que se repetirá numa eventual final, caso o time se classifique. É impossível acreditar que alguém realmente planejou a temporada desta forma.

ad>

VEJA TAMBÉM:


Fechar