Pepe e Cristiano Ronaldo separados por 900 mil euros no Sporting

Hoje rivais na Liga dos Campeões, zagueiro e atacante iniciaram a longa amizade na pré-temporada leonina de 2002/03

Companheiros de longa data, Pepe e Cristiano Ronaldo vão estar em lados opostos nesta quarta-feira, no Dragão, no confronto entre Porto e Juventus, no primeiro jogo das oitavas de final da Liga dos Campeões. Hoje adversários, o zagueiro e o atacante, que fizeram história no Real Madrid e continuam a brilhar na seleção portuguesa, por muito pouco não jogaram juntos também no Sporting.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

Semanas antes de iniciar a temporada 2002/03, o clube de Alvalade, que já vislumbrava um começo arrasador de carreira para Ronaldo, então com 17 anos, resolveu ainda assim investir 900 mil euros (cerca de R$ 6 milhões, na cotação atual) em outra sensação do futebol nacional: Danny, do Marítimo. 

Durante a assinatura de contrato em Lisboa, o meia-atacante de 19 anos deixou a timidez de lado e alertou aos dirigentes do Sporting a chance de fazerem mais um grande negócio naquela mesma altura: ir buscar, também no Marítimo, o brasileiro Pepe, que havia sido contratado meses antes do Corinthians Alagoano.

“O Danny chegou e disse: ‘Agradeço a confiança, a oportunidade, mas bom, bom mesmo é o Pepe’. Nasceu em seguida um contato com o presidente do Marítimo, Carlos Pereira, e prontamente acertamos a vinda do Pepe para um período de experiência”, recordou o antigo diretor leonino Carlos Freitas, agora à frente da diretoria do Vitória de Guimarães, à Goal.

“Terminada a fase de testes, a nossa avaliação do Pepe foi positiva. Para ficarmos com ele em definitivo, também era preciso pagar 900 mil euros. Mas o Sporting não tinha rigorosamente mais dinheiro. Foi numa época em que trouxemos muitos jogadores por empréstimo. Queríamos, por exemplo, ter comprado o Nilmar e o Daniel Carvalho, que estavam muito bem no Internacional, mas não havia como”, completou.

Nas poucas semanas em que ficou no Sporting, Pepe, aos 19 anos, foi dirigido pelo romeno Laszlo Boloni, treinou boa parte do tempo adaptado como volante e, não menos importante, iniciou a forte amizade que dura até hoje com Cristiano Ronaldo.

“O Pepe nos impressionou logo de cara. Era um menino muito trabalhador, educado e respeitador. Ficamos sem entender o fato de ele não ter continuado conosco”, destacou o ex-lateral-esquerdo Rui Jorge, que defendeu o Sporting, entre 1998 e 2005, e atualmente é o treinador da seleção portuguesa sub-21, à Goal.

Mais artigos abaixo

Sem acordo e triste, o jovem defensor, que anos depois obteve a nacionalidade portuguesa, teve que retornar para o Marítimo, onde permaneceu até maio de 2004, quando acabou vendido para o Porto, por aproximadamente 2 milhões de euros (R$ 13 milhões de euros, na cotação atual).

Ídolo portista, Pepe só voltou a ficar lado a lado com Ronaldo em 2007, quando foi convocado pela primeira vez à seleção principal, sob o comando de Luiz Felipe Scolari, e mais tarde no Real Madrid, a partir da temporada 2009/10.

Referências do futebol mundial, Pepe e Cristiano Ronaldo têm juntos 12 títulos oficiais, entre eles três Ligas dos Campeões (2013/14, 2015/16 e 2016/17), uma Eurocopa (2016) e uma Liga das Nações (2018/19).

Fechar