Guardiola desconsidera City entre os favoritos a vencer Champions League

Comentários()
Getty Images
Os atuais campeões ingleses ainda precisam se esforçar na Champions, e Guardiola espera o melhor nesta temporada

A carreira de Pep Guardiola caminha ao contrário do Manchester City na Champions League, já que o treinador venceu a principal competição europeia duas vezes enquanto comandava o  Barcelona.

Com isso, Guardiola aproveitou a ocasião em entrevista coletiva após o Manchester City vencer o Fulham, por 3 a 0, em duelo valido pela quinta rodada da Premier League, e demonstrou ironia ao ser questionado sobre favoritismo da equipe na Champions: "Quero ver o dinheiro, rapazes", disse o treinador, se referindo às possíveis apostas no título do City.

Na primeira temporada de Guardiola no comando do City na Champions, o treinador ficou pelo caminho ao ser derrotado para o Monaco, nas oitavas de final.

Com o City recebendo o Lyon na primeira partida do Grupo F, na próxima quarta-feira (19), Guardiola estabeleceu algumas exigências no certame continental.

GFX_Pep Guardiola

"Acho que para ter as expectativas você tem que vencer em campo. Então, acho que não estou preocupado por um segundo com a ideia de que merecemos mais crédito pela Champions. Passei muitas vezes e analisámos isso muitas vezes e posso dizer pela história que não merecemos favoritismo, porque ainda não fizemos um ano excepcional na Champions League“, disse.

“Vamos tentar fazer melhor nesta temporada. Não me sinto pressionado a vencer a Champions League. Não senti isso na última temporada ou há dois anos. Quero ver a gente jogar melhor, sem erros e com coisas simples. É isso que eu quero”.

Embora o Manchester City tenha conquistado três pontos diante o Fulham graças aos gols de Leroy Sane, David Silva e Raheem Sterling, Guardiola não se impressionou com certos aspectos durante exibição do time e criticou a atuação de Bernardo Silva.

"A bola foi passada para Bernardo e eu pensei que seria impossível ele perder por causa de sua qualidade, mas ele perdeu e eu disse 'uau'. Eu não consigo lidar comigo mesmo quando eles perdem as coisas simples. Estou chateado com meus jogadores e eles sabem disso, falamos sobre isso muitas vezes. Os jogadores estão, talvez, mais zangados do que eu, sem dúvida”, lamentou.

Fechar