'Pênalti para o PSG foi uma piada, o VAR estava vendo outro jogo', dispara técnico do Leipzig

Comentários()
Julian Nagelsmann não escondeu a revolta com o lance que acabou garantindo, com gol de Neymar, uma importante vitória para os parisienses

O Paris Saint-Germain chegou ao seu estádio, o Parque dos Príncipes, ciente de que qualquer resultado que não fosse uma vitória contra o RB Leipzig, nesta terça-feira (24), dificultaria muito a sua chance de se classificar às oitavas de final da Champions League. A urgência do resultado, inclusive, fez com que o técnico Thomas Tuchel escalasse Neymar entre os titulares, mesmo com o brasileiro não estando 100% fisicamente após se recuperar de uma lesão.

Futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN grátis por um mês!

A vitória foi conquistada e Neymar acabou decidindo os três pontos ao converter um pênalti marcado no início do primeiro tempo, mas foi justamente o lance da infração apitada pelo árbitro que mais causou controvérsia. Na jogada, o argentino Ángel Di Maria, ao sentir a chegada do meio-campista Sabitzer, se atirou na grande área. O apito soou e não houve nenhum tipo de interferência do VAR... para a revolta do alemão Julian Nagelsmann, técnico do Leipzig.

“Eu não acho que o Paris tenha tido uma chance de verdade no jogo, e o pênalti foi uma piada”, criticou em entrevista à Sky. “Este tipo de decisão, em nível de Champions League, é realmente algo triste. Ele se jogou, não houve contato. O VAR provavelmente estava vendo outro jogo. Às vezes nuances fazem a diferença, e no final teria sido merecido se fôssemos recompensados. Agora nós estamos com as piores cartas para resolver o grupo, precisamos vencer nossos dois jogos e esperamos que o Paris não consiga isso”.

Em campo, a equipe do criticado Thomas Tuchel não inspirou ou demonstrou superioridade. Com o resultado, o PSG chegou aos mesmos 6 pontos que o Leipzig mas ganha nos critérios de desempate e ocupa o segundo lugar do Grupo H. O Manchester United, com 9 pontos, lidera a chave.

Fechar