Pedido do Huracán ao Boca pode melar venda de Ramón Ábila pelo Cruzeiro

Comentários()
Daniel Teobaldo/Cruzeiro
Negociação que culminaria na ida do centroavante argentino para a Bombonera e em chegada de Messidoro à Raposa pode melar por exigência do ex-clube

A cláusula contratual que obriga o Cruzeiro a pagar 4 milhões de dólares (R$ 12,47 milhões na cotação atual) ao Huracán, da Argentina, em dezembro emperra a ida de Ramón Ábila ao Boca Juniors, segundo a imprensa argentina. Os mineiros, porém, desconhecem o fato.

Com a transferência praticamente certa, Alejandro Nadur, presidente do antigo clube do centroavante, pediu a Daniel Angelici, mandatário do time interessado, que assumisse a responsabilidade de desembolsar o montante até o fim do ano.

O que o Huracán pleiteia é manter a garantia de que receberá a quantia ao término de 2017, exatamente como fez com o Cruzeiro. No acordo anterior, além dos 4 milhões de dólares pagos em 2016, adquirindo 50% dos direitos, os mineiros tinham a obrigação de pagar a mesma cifra até dezembro deste ano, se apossando do restante dos direitos.

O Boca Juniors, por sua vez, tenciona pagar 1,5 milhão de dólares (R$ 4,68 milhões na cotação atual) - valor de uma dívida da Raposa com a antiga equipe do atleta argentino -, além de se tornar parceiro em uma futura venda, para assinar em definitivo com o atacante.

A ideia xeneize, entretanto, não agrada e emperra o acordo envolvendo Ramón Ábila. O fato pode impedir que Messidoro, cedido por empréstimo pelo Boca na negociação, seja inscrito no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Liberado pela diretoria de futebol do Cruzeiro desde a semana passada, Ramón Ábila está na Argentina para realizar exames médicos e assinar o novo contrato. O centroavante, porém, aguarda o desfecho das negociações para sacramentar a ida à Bombonera.

Próximo artigo:
Presidente do PSG garante: "Neymar está muito feliz"
Próximo artigo:
Jovic ganha fôlego na disputa com Piatek por vaga no Barcelona
Próximo artigo:
"Não tem Copinha, não tem Mundial". Vídeo de Romarinho viraliza após eliminação do Palmeiras
Próximo artigo:
Leganés x Real Madrid: Horário, local, onde assistir e prováveis escalações
Próximo artigo:
Supercopa da Itália na Arábia Saudita, Rally Dakar no Peru. Os eventos esportivos em palcos inusitados pelo mundo
Fechar