Paulinho viaja para comemorar o título chinês com o Guangzhou

Comentários()
(C)Getty Images
Meia brasileiro foi liberado pelo Barça para comemorar o título do Campeonato Chinês, onde teve grande participação nesta temporada

Paulinho comemorou neste domingo um título nacional. Não, o Barcelona não conquistou nenhuma taça nesta temporada até o momento. O brasileiro celebrou o título da Superliga Chinesa e ele fez isso de forma presencial, na China, porque Ernesto Valverde e p Barcelona lhe deram permissão para ir ao país depois do jogo do Barça contra o Málaga, jogo no qual ele atuou apenas nos últimos minutos.  

O brasileiro não vai jogar contra o Múrcia na Copa do Rei. O Guangzhou Evergrande, sua ex-equipe, treinada por Luiz Felipe Scolari, se tornou campeão da Liga chinesa pela sétima vez com apenas duas rodadas restantes do campeonato. O meio-campista da Barca colaborou diretamente para ganhar o troféu com 20 partidas jogadas, dos 28 jogos realizados até o momento. E marcou 7 gols antes de se transferir para o Barça. É a terceira Liga de Paulinho na China, onde chegou em 2015. Seu Barça também é líder na Liga Espanhola, e assim ele tentará somar outro título ao seu recorde. 

Paulinho - Guangzhou Evergrande
Foto:Getty

Com seis pontos ainda em jogo, a equipe de Scolari ganhou o título depois de vencer o Guizhou Zhicheng Hengfeng por 5 a 1 no domingo, abrindo nove pontos  de vantagem sobre o segundo da tabela, o Shanghai SPIG, que perdeu por 1 -2 para o Guangzhou R & F.  

O Guangzhou prolonga assim por mais um ano o seu reinado no futebol no país asiático. No entanto, o clube não deve mais contar com o técnico brasileiro para a próxima temporada já que Scolari não deve renovar o seu contrato que expira em 30 de novembro. Felipão está no clube desde o meio de 2015, quando foi contratado após a demissão de Fabio Cannavaro. Nesse tempo, não ganhou apenas os três títulos chineses como também levou a Champions League asiática em 2015.  

Sergi Roberto Paulinho Barcelona Guangzhou World Cup 17122015Foto:Getty

As outras ligas que Evergrande conquistou foram sob o comando do italiano Marcello Lippi e a primeira de sua etapa hegemônica com o sul-coreano Lee Jang-soo. O Guangzhou Evergrande, apoiado por um forte investimento econômico desde o início desta década, se tornou a equipe de futebol chinesa dominante no país, apesar de nunca antes ter se destacada no futebol nacional e passr grande parte de sua história em divisões inferiores.

Fechar