Notícias Placares ao vivo
Paris Saint Germain

Pastore não crê que saída do PSG irá ajudá-lo no Mundial 2018

08:20 BRST 21/11/2017
Javier Pastore PSG Nantes Ligue 1 18112017
Jogador da Seleção Argentina se tornou reserva no Parc des Princes, mas não pretende deixar o clube de Paris em janeiro

Javier Pastore não crê que deve deixar o Paris Saint-Germain em janeiro de 2018, embora saiba da necessidade de jogar mais regularmente se quiser uma convocação para a Seleção Argentina.

O jogador que deixou o Palermo para fechar com o PSG na temporada 2011/2012 e foi uma das primeiras contratações desde a chegada do xeque do Qatar no Parc des Princes.

Ele foi bem sucedido em seus quatro primeiros anos em Paris, mas as lesões, a inconsistência e a competição por uma vaga têm atrapalhado seu processo desde 2015.

Nesta temporada, Pastore entrou em sete partidas do PSG em 13 rodadas da Ligue 1. O atleta teve sua quarta partida como titular na goleada por 4 a 1 sobre o Nantes, dando assistência para Edinson Cavani e deixando a sua marca.

O meio-campista de 28 anos sabe que ele provavelmente precisa atuar mais regularmente se quiser ser incluído na Argentina de Jorge Sampaoli para a Copa do Mundo. Ele está confiante que uma saída do clube em janeiro de 2018 não será necessária.

"Penso que é normal que o atleta queira jogar todo o tempo. Mas é uma decisão do técnico. Se eu puder jogar, como joguei [contra o Nantes], será ótimo. Eu também preciso tentar não ter novas lesões. Quero ir para a Copa do Mundo, mas o treinador vê que não estou jogando. Então fica difícil me escolher. Mas não estou pensando em uma saída. Quero dar o meu melhor ao clube", declarou.