Notícias Placares ao vivo
Palmeiras

Palmeiras terá que fazer muito mais se quiser garantir ao menos a Libertadores em 2018

12:16 BRT 14/08/2017
Gilberto Roger Guedes Vasco Palmeiras Brasileirao Serie A 13082017
No primeiro jogo após a eliminação para o Barcelona (EQU), o time de Cuca joga mal, mostra apatia e não consegue mostrar a força do elenco

Eliminado da Libertadores nos pênaltis na última quarta-feira pelo Barcelona de Guayaquil (EQU), o Palmeiras voltou a campo neste domingo para enfrentar o Vasco, pela primeira rodada do segundo turno do Campeonato Brasileiro.

Jogando fora de casa, em Volta Redonda, e com desfalques importantes como Dudu, Moisés, Mina e Jailson, o time alviverde não conseguiu mostrar a força que se esperava do seu elenco. Após sair na frente com Guerra, acabou levando o empate nos minutos finais, terminando o duelo empatado em 1 a 1 no Raulino de Oliveira. Resultado justo pelo fraco futebol que ambas as equipes mostraram na partida.

O Palmeiras sentiu o baque da eliminação da Libertadores. Com apenas o Brasileiro para disputar neste segundo semestre e o título longe devido à larga vantagem do Corinthians na liderança, Cuca traçou como meta o título simbólico do segundo turno da competição, garantindo a classificação para a Libertadores de 2018 (algo que já deveria ser considerado uma obrigação ao time alviverde por conta dos altos investimentos feitos nesta temporada.

Crédito: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

No primeiro jogo do returno, no entanto, o Palmeiras mostrou apatia. O time de Cuca até teve mais posse de bola, quase 60%, mas esteve longe de dominar as ações do jogo e criar jogadas que levassem perigo ao goleiro Martin Silva.

Durante os 90 minutos finalizou apenas 7 vezes ao gol vascaíno. Praticamente uma finalização a cada 13 minutos. Delas, apenas 3 foram na direção do gol, uma delas o gol de cabeça de Guerra. Para efeito de comparação, o Vasco, que também esteve muito longe de fazer uma boa partida e teve apenas 40% de posse de bola, finalizou 10 vezes.

Deyverson como sempre tentou, lutou entre os zagueiros, mas a bola praticamente não chegou aos seus pés. Mesmo com Cuca tirando Bruno Henrique e colocando Keno no intervalo, deixando a equipe teoricamente mais ofensiva, o time não reagiu e mesmo assim quase saiu com a vitória. No entanto, acabou sucumbido a pressão do time carioca nos minutos finais, mostrando novamente a fragilidade defensiva.

O Palmeiras tenta se recuperar e reagir após a dolorosa eliminação recente na Libertadores. No entanto, terá que fazer muito mais do que apresentou neste domingo se quiser cumprir a meta de Cuca ou se quiser se manter na zona de classificação para a competição sul-americana do próximo ano.


VEJA TAMBÉM: