Notícias Placares ao vivo
Mundial de Clubes FIFA

"Palmeiras é o primeiro brasileiro campeão mundial", diz Maurício Galiotte

16:51 BRT 28/06/2019
Maurício Galiotte - Palmeiras - 5/05/2017
Maurício Galliote, presidente do Palmeiras, crê que a equipe é a primeira campeão mundial do futebol brasileiro. Ele deu entrevista ao SporTV

Os rivais, sobretudo de São Paulo, costumam fazer piada sobre o Palmeiras não tem um título do Mundial de Clubes. No entanto, o presidente Maurício Galiotte não se importa com as brincadeiras. Pelo contrário. Para ele, o Verdão é, sim, campeão do mundo de 1951.

Quer ver jogos ao vivo ou quando quiser? Acesse o DAZN e teste grátis o serviço por um mês!

"O Palmeiras é o clube que teve o primeiro título mundial. O primeiro título mundial de todos os clubes do Brasil é o do Palmeiras, que é o título de 51. Contestado por alguns, mas, para quem conhece a história, quem conhece o futebol, não tem contestação. Inclusive os adversários da época. Recebemos a homologação da Fifa em relação a esse título um tempo atrás. Depois, troca presidente, aí o assunto sai da mesa, volta para a mesa", comentou em entrevista ao programa Grande Círculo, do SporTV.

O Palmeiras cobra o reconhecimento do título da Taça Rio de 1951 como o Mundial de Clubes da época. A discussão começou porque, em 2014, o então ministro do esporte, Aldo Rebelo, disse ter recebido da Fifa, à época presidida por Joseph Blatter, a confirmação de que o clube paulista era o primeiro campeão mundial.

A Fifa, entranto, não faz menção sobre o título palmeirense nos chamados Mundiais Interclubes. Em 2017, a entidade disse não reconhecer os títulos anteriores a 2000 como oficiais. Porém, antes disso, já haviam parabenizado o clube como "primeiro campeão global".

A ausência de reconhecimento da Fifa, atualmente presidida por Gianni Infantino, não incomoda o presidente do Palmeiras.

"O que importa para nós, palmeirenses: o Palmeiras é campeão do mundo, nós valorizamos nossos ídolos, valorizamos nossa história, colocamos a estrela na nossa camisa. O mais importante disso é que a gente sabe o que ocorreu, como ocorreu, o valor daquele título. O que importa é o que o palmeirense pensa, o que o palmeirense acha, o que o palmeirense considera. E nós consideramos 51 como o título mundial", comentou.

"A brincadeira faz parte do futebol. Eles buscam sempre um motivo para... É divertido", completou, falando sobre as gozações vindas dos rivais.