Palmeiras devia ter perdido para eliminar o Boca? "Seria vergonha mundial", diz Felipão

Comentários()
NELSON ALMEIDA/AFP/Getty
Técnico do Palmeiras questiona duramente a hipótese de que o clube poderia ter jogado para facilitar a eliminação dos gigantes argentinos

Luiz Felipe Scolari não mediu as palavras ao ser questionado sobre a hipótese de que o Palmeiras poderia ter perdido na primeira fase para tirar o Boca Juniors da Libertadores de forma precoce. Mesmo eliminado pelo time argentino na semifinal após o empate por 2 a 2 no Allianz Parque, o treinador alviverde foi duro ao tratar do assunto. 

“Seria uma vergonha mundial. Qualquer time tem de jogar para vencer, como o Palmeiras fez. Tinha de jogar para vencer e classificou o Boca. Mas também classificou o Boca pela sua competência. jamais poderia passar pela cabeça de qualquer técnico fazer coisa errada para tirar alguém. Nesta nossa profissão temos de ter respeito. Se não classificamos, isso é do jogo. Foram superiores, palmas pra eles”, disse Felipão durante a coletiva de imprensa. 

A situação em questão ocorreu na primeira fase. Palmeiras e Boca Juniors dividiram o Grupo H e o time brasileiro levou vantagem no duelo direto, com um 1 a 1 em São Paulo e um 2 a 0 na Bombonera. Pressionado pelos maus resultados, o time argentino dependia do resultado de Palmeiras e Junior Barranquilla, na última rodada, para passar para o mata-mata. 

Na ocasião, uma derrota do clube brasileiro contra os colombianos significaria a eliminação do Boca, sempre um bicho-papão em Libertadores. Na época ainda sob o comando de Roger Machado, o Palmeiras ignorou qualquer hipótese, venceu por 3 a 1 em casa e viu os argentinos se classificarem. 

Na semifinal, o cruzamento deixou justamente o Boca no caminho do Palmeiras, em uma reedição dos duelos de 2000 e 2001. Com dois gols de Benedetto, os argentinos saíram na frente na Bombonera e conseguiram segurar a vantagem no Allianz Parque, passando para a final contra o River Plate. 

Próximo artigo:
Morata é a primeira opção do Barcelona
Próximo artigo:
De Jong elogia o Barcelona mas nega acerto: "Minha carreira não é passeio"
Próximo artigo:
Real Madrid está disposto a pagar a multa rescisória de 50 milhões de euros por Militão
Próximo artigo:
Ricardo Goulart pode retornar aos gramados antes do previsto, projeta preparador físico
Próximo artigo:
Valverde interrompe rodízio e Messi vai para o jogo
Fechar