Opinião: Desastre de Marcelo e Sergio Ramos tiram Real da briga pelo Espanhol

Comentários()
Getty
A série invicta de sete jogos dos Merengues chegou ao fim depois de uma péssima atuação, e com Sergio Ramos expulso

Tão logo as esperanças de título do Real Madrid reacenderam, elas foram extintas.

Todo o impulso e esperança que o time de Santiago Solari gerou nas últimas semanas foi anulado or uma atuação diabólica no segundo tempo contra o Girona, neste domingo, no Santiago Bernabéu.

Uma vantagem de 1 a 0 se tornou uma derrota por 2 a 1 em duas etapas fáceis, com a duplas veterana Marcelo e Sergio Ramos como culpados.

O lateral-esquerdo brasileiro levará a pior parte das críticas, merecidamente, depois de uma performance caótica que mostra por que Reguilón assumiu seu lugar no time principal.

Com o Girona tendo sofrido seis derrotas consevutivas em todas as competições e sem vencer há 13 jogos, Solari achou que poderia rodar o elenco.

Marcelo Real Madrid Girona LaLiga
(Foto: Getty Images)

Então Marcelo voltou, junto com Asensio pelo lado esquerdo, no lugar do homem do momento no Real Madrid, Vinicius Junior.

Dani Ceballos substituiu Mocric no meio e todas as mudanças pareceram perturbar o ritmo do Madrid.

Mesmo no primeiro tempo, quando saíram na frente com gol de Casemiro, eles não estavam jogando bem.

Tal como o Barcelona, no sábado, na pequena vitória sobre o Valladolid, o Madrid jogou mal, mas o Girona foi ainda pior, e foi assim que os Merengues conseguiram uma vantagem.

Mas o treinador do Girona, Eusebio Sacristan, trabalhou no intervalo e mandou Portu atuar no lado direito de ataque, setor de responsabilidade de Marcelo.

No entanto, foi Ramos o culpado pelo primeiro gol, terminando uma má semana. Ele fez o pênalti para o Girona no minuto 65, bloqueando um arremate com o braço.

Cristhian Stuani bateu forte e fez seu 13º gol na temporada.

Real Madrid Girona LaLiga
(Foto: Getty Images)

Curiosamente, o uruguaio esteve no alvo do Barcelona na janela de inverno, antes do clube acertar o empréstimo de Boateng.

Afinal de contas, acabou funcionando melhor ele ter ficado no Girona. Ele converteu o pênalti e puxou o time.

Os suplentes que Eusebio colocou no intervalo, Aleix Garcia e Anthony Lozano, mudaram a dinâmica do jogo e, juntamente com Portu e Stuani, os visitantes começaram a se mexer por todo o lado.

Solari, que ainda é novato, apesar do excelente começo no Madrid, não sabia como reagir e mudar o jogo.

Ele colocou Vinicius Junior e Gareth Bale, mas não ajudou a equipe, que foi cada vez mais sufocada.

Marcelo, debatendo-se cada vez mais com o passar dos minutos, não foi visto em nenhum lugar quando Portu entrou na área e acertou um chute na trave.

Mais artigos abaixo

E quando Courtois segurou a batida de Lozano, Marcelo não esteve perto o suficiente de Portu, que fez o gol. Para piorar, Ramos foi expulso por um segundo cartão amarelo no último minuto.

Sergio Ramos Real Madrid Girona LaLiga
(Foto: Getty Images)

Uma lição intensa de gerenciamento no jogo para Solari, talvez o último prego no caixão de Marcelo, e outro tapa na cara de Ramos.

Enquanto isso, o Real Madrid, que se recuperava na corrida pelo título, agora está nove pontos atrás do Barcelona mais uma vez. Como as coisas podem mudar rapidamente no futebol.

Fechar