Opinião: Demissão de Ceni foi acertada, mas diretoria é a principal culpada pelo péssimo momento do São Paulo

Comentários()
Rubens Chiri / saopaulofc.net
Nos últimos oito anos, Tricolor teve 12 técnicos e conquistou apenas um título, a Copa Sul-Americana de 2012


GOAL Por Fernando H. Ahuvia 

207 dias. Esse foi o tempo que o maior ídolo da história do São Paulo, Rogério Ceni, ficou no comando da equipe. Um dia depois da derrota por 2 a 0 para o Flamengo, que colocou o Tricolor na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, o treinador foi demitido.

A demissão de Ceni foi acertada. Diria até que demorou em acontecer. O treinador é quase sempre o primeiro culpado pela má fase de uma equipe no futebol brasileiro, mas, por conta de toda sua história no São Paulo, o ex-goleiro demorou mais para se tornar alvo.

Rogério Ceni mostrou ser estudioso, competitivo e acima de tudo torcedor do São Paulo. À beira das quatro linhas, porém, não conseguiu fazer a equipe render, não assumiu suas falhas e foi prepotente em vários momentos.

Rogério Ceni São Paulo Ponte Preta Paulista 12022017
(Foto: Rubens Chiri/São Paulo FC/Divulgação)

Depois do título no torneio de pré-temporada (Florida Cup), o Tricolor foi eliminado pelo Corinthians no Paulistão, pelo Cruzeiro na quarta fase da Copa do Brasil, na primeira fase da Sul-Americana diante do desconhecido Defensa y Justicia, e entrou na zona de rebaixamento do Brasileirão.

O grande equívoco, porém, é Ceni estar pagando por isso tudo sozinho. O erro maior foi o da diretoria de trazer um técnico novato no atual momento. Um clube bagunçado, com dirigentes cometendo erros atrás de erros. Uma equipe que nos últimos oito anos foi comandada por 12 técnicos e conquistou apenas um título (Copa Sul-Americana de 2012).

Fica claro que o presidente Carlos Augusto Barros e Silva, o Leco, trouxe Ceni apenas para se fortalecer politicamente e conseguir ser reeleito presidente. Se realmente confiasse no ex-goleiro não teria tomado tal decisão após ter dito na apresentação do treinador, no dia 8 de dezembro de 2016, que o Mito estava “totalmente preparado para essa função”.

Rogério Ceni Leco treinador entrevista São Paulo 08 12 2016
(Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net/Divulgação)

E mais, um presidente que em sua promessa de campanha havia registrado em seu plano de governo: “O trabalho de Rogério vai muito além de qualquer finalidade de curto prazo”.

Volto a dizer, Ceni cometeu muitos erros no comando do São Paulo, mas teve que conviver em quase sete meses que ficou no cargo com 22 saídas de jogadores e 15 chegadas. Cenário muito complicado para um treinador que jamais havia trabalhado na função e que o São Paulo optou em trazer para a equipe principal.

Como havia dito no momento em que foi anunciado como treinador, acho que Ceni poderia ter escolhido outra função para exercer dentro do clube após se aposentar ou pelo menos ter trabalhado primeiramente nas categorias de base ou em outro cargo. O São Paulo, porém, também não era obrigado a contratar ele.

Rogério Ceni Dorival Junior São Paulo Santos Paulista 15022017
(Foto: Rubens Chiri/São Paulo FC/Divulgação)

Enfim, houveram erros dos dois lados, mas o São Paulo precisa nesse momento de um treinador que tenha passado por momentos complicados como esse para tirar o clube dessa situação e Dorival Júnior, no caso, é um bom nome para isso. Mesmo que todos saibam que muitos dos culpados pelo atual cenário seguem no clube.


VEJA TAMBÉM:


Fechar