"Olé" repercute declarações de Galvão e Casagrande e vê como "combustível" para a Argentina

Comentários()
Reprodução/Facebook Galvão Bueno
Durante o texto, o veículo argentino se refere a Galvão como “sempre polêmico”, e classifica o episódio como “erro duplo”

O Olé, um dos maiores jornais da Argentina, repercutiu de forma crítica as declarações do narrador Galvão Bueno e do comentarista Walter Casagrande após a vitória do Brasil sobre o Paraguai, na última quinta-feira (27). Segundo o veículo, a seguinte frase dita por Galvão, “Estou doido pra pegar a Argentina”, poderá servir para motivar os argentinos em uma eventual semifinal de Copa América contra o Brasil.

No texto publicado, o Olé classificou a ocasião envolvendo os profissionais da TV Globo como  “erro duplo”: "Erro duplo, talvez. Subestimar a Venezuela, o primeiro. Pensar que o futebol é pura lógica, o segundo… Depois do sofrimento que causou ao povo brasileiro a disputa de pênaltis contra o Paraguai (0 a 0 nos 90 minutos), o alívio de um setor da imprensa acabou em um favoritismo desses perigosos, com frases que acabam presas nas paredes dos vestiários”.

Galvão Casagrande
(Foto: Reprodução Olé)

Confira na íntegra o diálogo entre Galvão e Casagrande publicado durante o texto do Olé:

"Tomara que seja a Argentina pra logo despencar um monte pra cima da Argentina. É Copa América, é em casa, é diferente, tem mais sabor, mais emoção, mais prazer. Estou doido pra pegar a Argentina em Belo Horizonte. Jogo de gente grande, de grife, de história. Um dos grandes clássicos do futebol mundial", disse Galvão.

Mais artigos abaixo

Casagrande respondeu: "E tem o Messi, que ainda não jogou nesta Copa América". Na sequência, Galvão brincou. "Também não vai jogar mais".

Casagrande, por sua vez, seguiu com os comentários: "Se a Argentina passar, vai ser o Brasil X Argentina com mais diferença técnica entre uma seleção e outra. Do lado de lá tem o Messi. Se jogar, equilibra. Se não conseguir, como não vem conseguindo, o Brasil, tecnicamente, é muito superior. Isso não significa que vai ganhar de 3 a 0, golear. É só um fato real: Argentina de hoje é muito inferior".

A Argentina precisará superar a Venezuela nesta sexta, às 16h (de Brasília), no Maracanã, para enfrentar o Brasil nas semifinais da Copa América.

Fechar