Oficial: Campeonato Espanhol é o melhor do mundo, e Brasileirão fica em terceiro

Comentários()
© Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians
Desempenhos de Grêmio e Flamengo nas competições continentais ajudaram a melhorar a posição no ranking da IFFHS

Quando você escutar algum treinador ou jogador dizer que o Brasileirão é o campeonato mais difícil do mundo, pode apostar: ele estará errado. Mais certo estaria se afirmasse que a nossa Serie A está no pódio dos grandes certames nacionais do planeta.

Isso porque, segundo a tradicional Federação Internacional de História e Estatística do Futebol [IFFHS], o Brasileirão saiu de sétimo para terceiro maior campeonato de futebol do mundo. A Espanha segue na ponta da lista, seguido pela Inglaterra. Ou seja: de acordo com a avaliação da IFFHS, nem mesmo a Ligue 1 francesa do craque Neymar e os milhões do PSG batem o certame brasileiro.

A lista conta com 90 países, e o critério usado se baseia nos desempenhos dos cinco melhores times de cada país em torneios nacionais e internacionais no período de 1º de janeiro até 31 de dezembro. Ou seja: o título do Grêmio na Libertadores, e o vice-campeonato do Flamengo na Sul-Americana ajudaram bastante o Brasil a subir no ranking – e ultrapassar ligas como a francesa, italiana e alemã.

GFX melhores ligas do mundo

Segunda colocada em 2016, por causa do título continental do Atlético Nacional, a Colômbia caiu para a sexta posição. Campeonatos disputados por clubes de grande tradição na Europa, os certames português [16º] e holandês [22º] ficaram longe do topo. A lista, criada 1991, jamais teve alguma liga não europeia no topo. No somatório geral, a Espanha é que mais vezes apareceu em primeiro lugar [12 vezes], seguida por Itália [10], Inglaterra [4] e Alemanha [1].

Próximo artigo:
Quantos gols Cristiano Ronaldo tem na carreira?
Próximo artigo:
Copa São Paulo: Grêmio, Vasco e Corinthians vão às quartas de final; Atlético é eliminado
Próximo artigo:
FIFA 19 Seleção da Semana: De Gea, Suárez e Fabinho lideram melhores da rodada
Próximo artigo:
BMG indica patrocínio ao Corinthians e inicia “batalha por seguidores” contra a Crefisa
Próximo artigo:
“Não estamos bem, temos que ser sinceros”, diz Casemiro após outra derrota do Real Madrid
Fechar