O "roubo" de Malcom pelo Barcelona recebe ameaça de ações legais pela equipe da Roma

Comentários()
Getty Images
O time catalão confirmou a contratação do ala do Bordeaux, e Monchi explica por que o time italiano saiu perdendo

 

Monchi, o maior diretor de futebol da atualidade, disse em entrevista que a Roma está considerando fazer uma ação legal após terem feito uma proposta por Malcom, e o jogador acabou se transferindo ao Barcelona.

O Bordeaux anunciou, na última segunda-feira (23), que um acordo relatado em 38 milhões de euros (cerca de R$ 166 milhões) havia sido feito com o time da Serie A pelo ex-jogador do Corinthians, e seus termos pessoais também foram acordados.

Porém, assim que o clube francês comunicou o acordo, o interesse do Barcelona surgiu, e o clube catalão conseguiu uma negociação de 41 milhões de euros (cerca de R$ 179 milhões) pelo ala brasileiro nesta terça-feira (24).

Malcom, em consequência, concordou em assinar um contrato de cinco anos com os gigantes da Catalunha, e o diretor Monchi mostrou frustração pela Roma em perder sua transferência do jogador de 21 anos.

Malcom Barcelona 2018
(Foto: Getty Images)

“Eu lamento muito pelo que aconteceu, mas acredito que tínhamos um acordo feito com o Bordeaux, e depois ofereceram ainda mais (dinheiro) por ele”, disse ele ao Roma TV. “O Presidente James Pallota tomou a decisão de fazer a melhor oferta possível, mas quando a negociação se tornou um leilão nós decidimos sair. Se algum bom jogador quiser vir à Roma, ótimo, mas se na última hora desistir, então nós também não queremos”.

Monchi explicou que o clube está infeliz com a forma que o Bordeaux lidou com o acordo, pois queriam manter a transferência em segredo até que fosse oficial. “O que aconteceu com Malcom é fácil de explicar, mas talvez um pouco difícil de entender completamente”, disse ele. “Ele é um jogador que nós gostamos muito em uma perspectiva de futebol. Ele tem os atributos que estamos procurando”.

O diretor continuou sua explicação dizendo que iniciaram a negociação pelo brasileiro com seu agente e com o clube francês há uma semana, e chegaram a um acordo mútuo. “O negócio estava fechado, e tínhamos permissão de trazer o jogador a Roma para avaliação médica. O voo estava marcado para sair no mesmo dia, tudo estava sob controle”.

Malcom Girondins Bordeaux 12052018
(Foto: Getty Images)

Monchi acrescenta: “30 minutos depois do nosso acordo com o Bordeaux ser concluído, o presidente do time, Stephane Martin, me ligou para dizer que houveram muitos rumores sobre o assunto, e que seria melhor fazer uma declaração oficial. Disse que não seria o ideal para nós, mas ele insistiu, e fizeram um tweet anunciando a contratação”.

O Roma também aproveitou para fazer seu anúncio oficial sobre Malcom, e apenas uma hora depois, ficaram sabendo do interesse do Barcelona. Monchi diz que quiseram fazer o acordo o quanto antes pois sabiam do suposto interesse, porém, se surpreendeu quando um dos representantes do jogador lhe telefonou para informar que o Bordeaux havia retirado a permissão para o brasileiro viajar à Roma.

“Eu liguei para Martin, e ele me disse que receberam uma oferta do Barcelona melhor do que a nossa, e que se não aumentássemos o valor, não iríamos mais ter Malcom no time. Eu disse à ele que tínhamos um acordo, que fechamos o negócio, mas ele respondeu que nada havia sido assinado ainda, apesar de termos dado os documentos, nada poderia ser feito”, concluiu o diretor.

Fechar