Notícias Placares ao vivo
Kaká

O precursor de Messi e CR7, que encantou o mundo, fez a Itália chorar e a Espanha se decepcionar

14:31 BRST 18/12/2017
Ricardo Kaka Milan Austria Wien UEFA Europa League 11232017
Kaká foi o último melhor do mundo antes do domínio dos craques de Barcelona e Real Madrid

Cinco prêmios para cada um e o domínio que já dura dez anos. Na última década, Lionel Messi e Cristiano Ronaldo protagonizaram a disputa pelo posto de melhor jogador do mundo, com o argentino e o português levando cinco honrarias cada. Antes da dupla, o último dono do posto foi Kaká, brasileiro que se aposentou neste domingo (17).

Lenda do São Paulo e do Milan, que também teve passagem pelo Real Madrid e atuou por dois anos no Orlando City, ajudando no crescimento do time e da Major League Soccer, o eterno craque foi o melhor jogador do planeta em 2007, depois de encantar pelos Rossoneri em mais uma temporada mágica.

Kaká, naquele ano, tinha conquistado a Champions League, a Supercopa da Uefa e o Mundial de Clubes com o Milan. Antes, ele já tinha levantado as taças da Serie A e da Supercopa da Itália em 2004. Não à toa, ele era e até hoje é idolatrado em San Siro. Ele fez a Itália chorar de alegria com suas mágicas e também de tristeza após a sua partida.

Lenda no Milan, ele também tinha feito história no São Paulo, no início da carreira, ganhando inclusive uma Bola de Ouro e uma Bola de Prata em 2002. Depois voltou no estágio final de sua trajetória para ajudar o Tricolor em 2014.

Na Seleção, Kaká também teve grandes momentos. Fez parte do elenco pentacampeão mundial no Japão e na Coreia do Sul e conquistou duas vezes a Copa das Confederações, mas viveu decepções em 2006 e 2010. Na Copa da Alemanha, o meia fez parte do quadrado mágico e de um setor ofensivo extraordinário com Ronaldinho, Ronaldo e Adriano, que ainda tinha opções como Robinho, e prometia encantar no Mundial, mas não correspondeu. Já na África do Sul, foi a referência do criticado time de Dunga que caiu para a Holanda.

(Fotos: Getty Images)

Kaká, porém, teve uma carreira mágica e digna de aplausos. Mágico no Milan e no São Paulo, e com grandes feitos e momentos pela Seleção, além de importante no Orlando City e na MLS. O último melhor do mundo antes do domínio de Messi e CR7. No entanto, o brasileiro também carrega o peso de ter decepcionado no Real Madrid.

Em 2009, Kaká deixou o Milan depois de encantar a Itália, a Europa e o mundo, para se juntar ao Real Madrid. O brasileiro é, até hoje, a quinta contratação mais cara da história dos Blancos. A expectativa era enorme, já que o meia chegava, junto com Cristiano Ronaldo, para fazer o Real voltar a dominar a Espanha e o Velho Continente, e dar a resposta ao Barcelona de Guardiola, Messi, Xavi e Iniesta.

No entanto, o ex-Milan não repetiu o sucesso no Santiago Bernabéu. Atormentado pelas lesões e sem mostrar seu melhor futebol, Kaká fracassou no Real Madrid de José Mourinho, não conseguiu render bem e viu o Barcelona fazer cada vez mais história. Ele acabou se despedindo em 2013 sem deixar saudades para voltar ao San Siro, antes de se aventurar nos Estados Unidos, dar um adeus ao São Paulo e encerrar uma carreira vitoriosa e encantadora, que teve uma falha nos Blancos, mas é cheia de momentos mágicos, grandes feitos e enormes conquistas.