O inusitado, eficiente e encantador trio de ataque do Liverpool

Comentários()
FILIPPO MONTEFORTE/AFP/Getty Images
Três jogadores que nunca foram grandes estrelas de seus clubes agora vivem o auge de suas carreiras e ameaçam o reinado soberano do Real Madrid

Há algum tempo os trios de ataque se tornaram objeto de adoração e admiração de muitos fãs do futebol. Recentemente os trios MSN (Messi, Suárez e Neymar) e o BBC (Bale, Benzema e Cristiano) ajudaram a afiar a rivalidade entre Barcelona e Real Madrid. Nessa ideia, outro conjunto de três atacantes tem feito muito sucesso e encantado muitas pessoas: Salah, Firmino e Mané!

O trio é formado por um brasileiro (Firmino), um egípcio (Salah) e um senegalês (Mané). Todos estarão na Copa do Mundo e não se enfrentarão na fase de grupos. Todavia, dependendo de como as equipes forem avançando, é possível que caiam frente a frente nas fases de mata-mata.

Mohamed Salah Liverpool 2017-18

Na Champions League, o Liverpool anotou 40 gols, sendo que impressionantes 29 foram marcados pelo trio. Salah e Firmino estão empatados na artilharia do time com 10 tentos cada um. Mané, por sua vez, marcou nove vezes.

Em assistências, James Milner é o primeiro colocado (do clube e da competição) com oito passes para gol. Mas os atacantes mostram sua importância nesse quesito. Firmino deu sete assistências, enquanto Salah distribuiu quatro e Mané uma vez.

Roberto Firmino Liverpool 26122017

Com esses dados, percebe-se que os três atletas marcaram 72,5% dos gols do Liverpool na Champions League e deram passes para 30% desses tentos. Trata-se de números impressionantes para um time que no começo da temporada parecia que não teria forças para chegar a uma fase tão avançada na competição.

O jogo coletivo dos três é muito bem organizado. Firmino é o centroavante mas não se prende dentro da área. Com isso, muitas vezes quando tem a bola, sai do último terço do campo, ocupa o espaço entre as linhas do meio e da zaga e permite a passagem em velocidade de Salah pela direita e Mané pela esquerda. Normalmente, um passe em profundidade acaba colocando os companheiros na cara do gol.

Sadio Mane Liverpool Manchester City | 29032018 (Fotos: Getty Images)

Esse movimento explica o fato do centroavante ter mais assistências do que os pontas. Caso curioso que mostra a versatilidade do brasileiro e a inteligência tática de Jürgen Klopp.

A final da Champions League contra o Real Madrid neste sábado (26), às 15h45 (de Brasília) é a prova de fogo máxima para o inusitado e muito eficiente trio dos Reds, que pode alcançar a glória em terras ucranianas.

Fechar