Exclusivo - Hulk: Da Copa do Mundo de 2014 para a China

Comentários()
Lucas Figueiredo/MoWa Press
O atacante, de 31 anos, conversou com a Goal e disse que não pretende voltar à Europa

Titular da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 2014, Hulk não tem qualquer chance de estar na lista dos 23 atletas convocados do técnico Tite, para o Mundial da Rússia. E tal detalhe parece não fazer mais tanta falta ao atacante. Afinal,  hoje em dia, ele joga pela equipe chinesa do Shanghai SIPG, primeira colocada na CSL, principal competição do país. O paraibano conversou com a Goal sobre sua carreira e como é jogar no futebol asiático, um dos mais ricos do mundo.

Confira o bate-papo. 

Hulk Shanghai SIPG Chinese Super League CSL 10072016
(Foto: STR/ AFP/ Getty Images)

Desempenho em campos chineses

Quando a gente vem do futebol europeu, no qual os melhores jogadores estão disputando, você já vem com uma certa experiência e com uma qualidade um pouco mais avançada. E quando vem para a China é para poder melhorar o futebol e divulga-lo. Isso é muito bacana. Não só eu, mas outros jogadores de nome que vieram foram com o objetivo de se aprimorarem. Claro que tem a adaptação, como em qualquer outro país. Com o tempo, vai adaptando, melhorando e tirando mais proveito a cada jogo e a cada competição, e é isso o que eu venho fazendo. Tentando aprimorar mais para poder estar ainda melhor e poder dar continuidade à minha história aqui: ganhar títulos, fazer meu nome e deixar as portas abertas.

Visibilidade do futebol chinês

O futebol Chinês vem crescendo bastante a cada ano que passa em termos de organização e em tudo. Então eu aconselho sim virem para cá, mas vai de cada jogador saber o que quer para si. Não vejo mal nenhum. É um futebol que vem crescendo bastante. E eu particularmente estou muito feliz, acho que fiz a escolha certa vindo para cá. Muitos questionaram na época, mas a nossa vida é feita de oportunidades e, chegou a oportunidade para mim. Aproveitei e vim. Estou feliz. A minha família está feliz.

Retorno à Europa

No futebol a gente nunca sabe o que pode acontecer amanhã. Na China a minha família está feliz. Se tiver a oportunidade de voltar para a Europa amanhã ou depois, com certeza eu voltarei feliz. Até porque todas as decisões que eu tomo entrego nas mãos de Deus. Mas estou satisfeito aqui e tenho mais três anos de contrato e espero cumprir. E depois, quem sabe, a gente vê o que pode acontecer. Voltar para a Europa, continuar aqui... deixa isso mais para o futuro.

Gratidão pelo futebol

Eu tinha o sonho de jogar na seleção brasileira e consegui realizar, graças a Deus. Quem me conhece sabe que eu sou apaixonado por futebol, eu amo jogar futebol e sou muito grato ao futebol. Então, onde quer que eu esteja, qual time eu estiver jogando, com certeza vou estar jogando com amor, vou estar fazendo o que gosto de fazer e vou estar feliz. Porque uma coisa que eu amo é jogar futebol.

Mais artigos abaixo

O desempenho do jogador na Seleção Brasileira:

GFX_Hulk

Time dos sonhos para se jogar

Eu não tenho aquele time do sonho. Claro que se pudesse escolher um time para estar do lado da família era melhor, mas eu não tenho esse sonho de jogar por algum time não.

Fechar