No rastro de Love, Jefferson sonha com sucesso e presença da família na Turquia

Comentários()
Divulgação/Gazisehir
O meio-campista deixou o Fortaleza, após subir para a Série B, e aceitou o desafio de atuar na segundona da Turquia

O relatório de transferências de jogadores em 2017, da FIFA, voltou a mostrar a realidade do jogador de futebol como um grande operário da bola. E quem mais dá voltas ao mundo em busca do sucesso em grandes clubes e ligas é o brasileiro.

Jefferson, meio-campista que foi um dos destaques no time do Fortaleza que subiu da terceira para a segunda divisão em 2017, é apenas mais um destes exemplos. O jogador de 24 anos, revelado pelo Figueirense, aceitou o desafio de atuar na segunda divisão da Turquia, pelo Gazisehir Gaziantep.

Inspirado pelo sucesso recente de Vagner Love, que do Alanyaspor conseguiu ascender para o Besiktas no futebol turco, Jefferson entra neste novo desafio de sua vida pensando passo a passo. Confira a entrevista abaixo!

O Fortaleza subiu para a Série B, e agora tem mais holofotes também pela chegada do Rogerio Ceni. Foi difícil decidir deixar o clube?

“Foi uma decisão conjunta, eu fui muito feliz no Fortaleza e fiz parte de um grande feito. Entramos pra história do clube e isso com certeza foi um dos momentos mais especiais da minha vida. A minha mulher é do estado do Ceará, torcedora fanática do Tricolor. Então tem valor muito grande essa passagem pelo clube. Sou muito grato por tudo”.

Como você soube da proposta do futebol turco?

“Foi pelo meu agente, Mauricio Nassif e o sócio dele, Rodrigo Darosci. Já tinham me falado que existia a possibilidade e no final de dezembro trouxeram o proposta oficial”.

A gente sabe que o futebol turco é cheio de fanatismo... isso também acontece nas divisões mais inferiores?

“Acontece muito, o país é apaixonado por futebol. Tem sempre estádios lotados nos jogos da segunda divisão”.

Você é o único brasileiro no seu time. Como está sendo a adaptação à nova língua?

Jefferson Gazisehir 07 02 2018Jefferson, o único brasileiro do Gazisehir (Foto: Divulgação/Gazisehir)

“Estou tentando (risos). Inglês, mímica aos poucos vou conseguindo me comunicar”.

O Vagner Love fez uma aposta ao ir para o futebol turco, e agora foi contratado pelo Besiktas: é um exemplo para você?

“Sim, o Love fez grandes temporadas por aqui, e merece todo reconhecimento e estar em um grande clube. Muitos jogadores importantes passaram pela Turquia e trilharam seus caminhos. Espero construir uma bonita história por aqui”.

Qual é o seu objetivo, neste momento?

Jefferson Gazisehir 07 02 2018Três jogos com o brasuca, três vitórias. Time está perto de entrar na zona do play-off (Foto: Divulgação/Gazisehir)

“Claro que tenho grandes sonhos, mas agora quero focar jogo a jogo, fazer boas partidas e ajudar o time a se classificar para os playoffs”.

Qual é a sua principal inspiração no futebol?

“A inspiração é a minha família, somos todos apaixonados pelo futebol, o reconhecimento deles é o que mais me motiva. Quero trazê-los pra cá pra assistir a um jogo meu. Seria a realização de um sonho”.

Fechar