Neymar chega a 100 jogos pelo Brasil precisando se provar mais do que seus antecessores

Comentários()
Cinco dentre sete centenários alcançaram a marca com uma Copa do Mundo em seus currículos

Neymar completará, na manhã desta quinta-feira (10), contra Senegal, 100 jogos pela seleção brasileira. Ainda é uma honraria para poucos, embora a tendência seja a de ver cada vez mais jogadores atingindo a marca por causa do aumento no número de compromissos da camisa canarinho.

Djalma Santos (111), Taffarel (101), Cafu (142), Roberto Carlos (126), Lúcio (105), Robinho (102) e Daniel Alves (2017) são, em ordem cronológica, os jogadores que romperam a barreira da centena de partidas pelo Brasil. E dentre todos eles, Neymar entra no grupo precisando se provar mais do que todos os seus antecessores.

Acompanhe o melhor do futebol ao vivo ou quando quiser: assine o DAZN e ganhe um mês grátis para experimentar

Não há dúvidas que Neymar é o grande craque desta seleção brasileira, mas tanto as polêmicas extracampo quanto as lembranças mais recentes deixam evidente que o camisa 10 ainda precisa se provar. Mesmo sendo um craque.

Com a seleção, Neymar viu sua imagem ficar bastante arranhada por conta das reações exageradas em meio às suas quedas no Mundial de 2018. Por causa de lesão, não esteve no grupo que conquistou a Copa América em 2019, o principal título do Brasil desde 2007. Ou seja: sua ausência não foi tão sentida no caminho até a conquista sobre o Peru, ainda mais com Everton Cebolinha atuando em alto nível pela ponta-esquerda.

Brasil campeão Copa America 07072019Lesionado, Neymar não fez parte do título da Copa América em 2019 (Foto: Pedro Martins/Mowa)

Vale destacar que a Copa das Confederações, conquistada em 2013 com ótima atuação de Neymar, é um torneio preparatório e o ouro olímpico de 2016 não é considerado como campeonato de primeira grandeza – já que conta com jogadores sub-23 – embora fosse uma obsessão da CBF.

Djalma Santos, o primeiro a completar 100 jogos pelo Brasil, já era bicampeão mundial quando atingiu a marca. Inquestionável.

Taffarel também já era um grande ídolo e campeão mundial quando, em 1998, alcançou o seu centenário particular aumentando ainda mais a sua lenda, ao sair como herói na disputa de pênaltis contra a Holanda, que classificou o Brasil para a final daquela Copa do Mundo.

Cafu disputou seu centésimo jogo em 2001. Longe de ser unanimidade, antes de ser o capitão do Penta, mas na esteira de um feito histórico: o título italiano conquistado pela Roma (último do clube até hoje) e com uma carreira sem grandes polêmicas na Europa. Havia sido campeão mundial em 1994 com o Brasil.

Roberto Carlos, em 2004, já havia respondido às críticas que sofria na seleção brasileira com o título Mundial de 2002. Lúcio, em 2011, vinha de sua melhor temporada pela Inter de Milão e era outro que já havia comemorado um título de Copa do Mundo.

Daniel Alves (em 2017) e Robinho (em 2015) foram os únicos centenários antes de Neymar a terem alcançado a marca sem terem sentido o gosto de um título mundial. O lateral já era um imortal de Sevilla e Barcelona, além de ter colocado seu nome na história da seleção com uma exibição decisiva no título da Copa América em 2007. Robinho, por outro lado, já era tido como uma decepção no futebol europeu e sua convocação já levantava dúvidas – já não se esperava tanto do Rei das Pedaladas.

Neymar 100 jogos(Foto: Lucas Figueiredo / CBF)

O peso sobre Neymar aumentou pelo fator extracampo, e também é proporcional ao que se espera dele com a bola nos pés. E é com ela em seu domínio que ele vai acalmando a sua situação no PSG, e buscando, com a seleção, glórias que sejam equiparáveis com o seu talento. Por enquanto, até mesmo em seu discurso, o camisa 10 sabe que pode fazer muito mais.

“(Em 100 jogos) são muitas decepções, derrotas, comete-se muitos erros. Mas se você for um cara que batalha no final de tudo você consegue redimir seus erros. Estou muito feliz por atingir essa marca. Nem nos melhores sonhos imaginei que isso pudesse acontecer”, disse na entrevista coletiva realizada nesta quarta (09).

Fechar