"Não fale comigo sobre o VAR!" Rakitic ainda guarda mágoas da final da Copa do Mundo

Comentários()
Getty Images
Uso da tecnologia durante a decisão do Mundial entre Croácia e França ainda causa dor no jogador do Barcelona, que foi vice-campeão

Ivan Rakitic acredita que a Croácia jogou melhor do que França durante a final da Copa do Mundo da Rússia, e que as decisões feitas pelo VAR (árbitro de vídeo) favoreceram os Bleus, que acabaram campeões mundiais.

"Não fale comigo sobre VAR. Eu sonhei com isso por mil noites", disse o jogador ao jornal inglês The Guardian.

A equipe croata perdeu por 4 a 2 no confronto em Moscou, em julho, e a equipe vencedora teve um pênalti assinalado por meio do vídeo.

Aquele gol foi considerado decisivo para que a França continuasse na busca pelo troféu, e graças ao gol contra de Mario Mandzukic, aos 18 minutos, e aos gols de Paul Pogba e Kylian Mbappé no segundo tempo, o time comandado por Didier Deschamps se sagrou campeão mundial.

Ivan Perisic e Mandzukic diminuíram para a Croácia, mas não impediram o triunfo dos Bleus.

A final da Copa de 2018 foi a primeira a utilizar o recurso do VAR, o qual a Fifa relatou como um sucesso, apesar de controversos incidentes durante o torneio.

Olivier Giroud Ivan Rakitic France Croatia World Cup Final 15072018(Foto: Getty Images)

O meio-campista do Barcelona acredita que a França foi beneficiada por mais do que uma decisão favorável na partida, e a Croácia dominou o jogo.

"Aquele foi talvez o nosso melhor jogo. Por uma hora estávamos melhores do que eles, muito superiores. Você pode ver os rostos dos oponentes às vezes, e pudemos ver que a França não sabia como nos parar, como nos controlar, como conseguir a bola e atacar", declarou o croata.

"Naquela final, o deus do futebol era francês. O primeiro gol veio de uma falta que não aconteceu, e o VAR poderia ter intervindo pois Pogba estava impedido. Depois, o VAR não errou na penalidade, mas se ele não tivesse dado não haveriam tantas reclamações. Se houver um pênalti, eu vejo uma vez e já sei, não preciso ver 10 vezes", acrescentou.

"Qualquer coisa que melhore o futebol é bem-vinda, mas com o VAR, o jogo para, o futebol perde aquela 'coisa'. Você marca um gol e não pode comemorar, espera para ver se o árbitro está com o dedo no ouvido ou se está gesticulando para ver no vídeo", concluiu.

Rakitic aceita que foi difícil superar a derrota da Croácia, e apesar de terem chegado à final pela primeira vez, o sucesso da equipe foi recompensada pelo capitão Luka Modric ao ganhar o troféu de Melhor Jogador da Copa do Mundo e também de Melhor do Mundo de 2018, com o The Best, enquanto Zlatko Dalic foi nomeado pelo prêmio de melhor técnico.

Fechar