Mourinho critica jogo do Stoke, e se recusa a explicar ‘treta’ com outro treinador

Comentários()
Getty Images
Após o empate em 2 a 2 do Manchester United, o português se recusou a cumprimentar Mark Hughes

José Mourinho não gostou nem um pouco da postura do Stoke City, no empate por 2 a 2 com o Manchester United neste sábado (09). O resultado, válido pela quarta rodada da Premier League inglesa, acabou com a série de três vitórias dos Red Devils – que até então não haviam sofrido gols.

O Stoke abriu o placar no primeiro tempo, com Choupo-Moting, mas Rashford igualou nos acréscimos [sem querer, desviando cabeçada de Paul Pogba] e Lukaku virou para o United na etapa derradeira. Entretanto, Choupo-Moting voltou a deixar a sua marca e sacramentou o resultado final.

“Eu não estou satisfeito com o ponto, porque fomos o time que esteve mais perto da vitória”, disse Mourinho para o BT Sport. “No entanto, é um resultado que eu aceito (...) Um time buscou a vitória, um time tentou ficar com um ponto, mas eles lutaram muito para conseguir esse ponto: defenderam bem, contra-atacaram e são muito fortes nos contra-ataques”.

Maxim Choupo-Moting, Stoke CityChoupo-Moting castigou o United duas vezes (Foto: Getty Images)

“A partida foi complicada por várias razões. Depois da Data FIFA [de jogos com seleções], meus jogadores não voltaram como estavam antes. Eles não atuaram no nível normal, mas estávamos no jogo. Lutamos duro e estivemos mais próximos da vitória do que da derrota”, concluiu, sem querer explicar por que não apertou a mão do treinador adversário, Mark Hughes após o término do embate.


VEJA TAMBÉM:


“Prefiro não responder a esta pergunta sobre o aperto de mãos. É uma pergunta ruim, faz com que pareça que a culpa é minha, mas isso não é o correto”, concluiu. Do outro lado, Hughes, que nos tempos de jogador foi ídolo do próprio United, não soube explicar a situação.

“Eu não sei por que ele não quis apertar a minha mão, eu achei que não tinha problemas entre nós. Teve uma hora que ele veio na minha área técnica, e eu disse para ele sair. Mas foi só isso, talvez isso tenha o irritado”, avaliou. Entretanto, como é a terceira vez que um treinador recusa cumprimentá-lo [Manuel Pellegrini e Tony Pulis foram os outros], Hughes fez até uma brincadeira.

Mark Hughes Stoke CityO treinador Mark Hughes não entendeu a atitude de Mourinho (Foto: Getty Images)

“Parece que eu sempre estou envolvido em polêmicas de aperto de mãos”, disse para a BBC. O Manchester United segue na liderança do Campeonato Inglês, com os mesmos 10 pontos do rival City – que goleou o Liverpool por 5 a 0 neste sábado (09).

Próximo artigo:
“Ausência de Messi não é desculpa”, diz Suárez após derrota
Próximo artigo:
Resende 1x1 Flamengo: Dourado rouba a cena com golaço
Próximo artigo:
Guarani 2 x 1 Corinthians: Timão leva virada do time de Osmar Loss
Próximo artigo:
Exclusivo Goal: Morata é do Atlético de Madrid
Próximo artigo:
No Barcelona, De Jong terá multa rescisória de R$ 1,7 bilhão
Fechar