“Messi não precisa voltar à seleção argentina”, diz ex-preparador físico de Maradona

Comentários()
Getty Images
Fernando Signorini saiu em defesa dos maiores craques já produzidos por seu país, após polêmica recente

O preparador físico Fernando Signorini esteve ao lado de Diego Maradona durante grande parte de sua carreira, seja na seleção argentina ou nos clubes defendidos por ‘El Pibe’, e saiu em defesa tanto do ex-jogador quanto de Lionel Messi na mais nova polêmica envolvendo declarações feitas pelo craque que conduziu a Albiceleste ao título mundial de 1986.

Durante entrevista ao programa ‘La Última Palabra México’, Maradona afirmou que Lionel Messi jamais poderia ser um líder. As declarações não foram bem recebidas, e o eterno camisa 10 argentino já adiantou que pedirá desculpas ao seu sucessor. Signorini, em declarações feitas para a Radio Villa Trinidad, relativizou o acontecido e afirmou que os argentinos devem ser gratos tanto a Diego quanto a Messi.

“Se ele (Messi) fosse naturalizado espanhol, já seria campeão do mundo, mas diriam que é um vendido, porque não quis jogar na seleção (argentina). Olha, Messi renunciou a muitos privilégios. Os miseráveis o criticam, e justamente são os que mais transcendem porque transformaram a sociedade”.

Lionel Messi Barcelona 2018-19Após a Copa de 2018, Messi decidiu não defender mais a Argentina por tempo indeterminado (Foto: Getty Images)

“Messi não precisa voltar à seleção argentina e muito menos ao Newell’s. Para a infelicidade de todos os que o admiram, ele não pode seguir pagando o altíssimo preço das críticas impiedosas, que dizem que ele é um pé frio, que não canta o hino, que não sente a camisa. Como a Argentina não deu nada a Messi, porque vão reclamar alguma coisa? Acho que o ambiente do futebol não merece Messi”.

“Sabemos que há muito tempo Diego é vítima de uma doença brutal, que é a dependência (química), e a partir disso é preciso traças uma análise. Não se pode falar tão livremente e com tanta ferocidade de Diego. O que teria sido do futebol argentino nos últimos 30 anos se não tivéssemos ele?”

Diego Maradona DoradosSignorini também falou sobre os problemas de dependência vividos por Maradona (Foto: Divulgação/Dorados)

Por fim, o preparador físico disse que Messi não precisa ser um grande líder em campo: “Ele não precisa ser um comandante, porque ganhou absolutamente tudo. Ele é um comandante quando pede a bola dentro de campo e faz o que faz. Ele nunca se preocupou em ser isso”, concluiu.

Próximo artigo:
Solskjaer defende Mourinho: "Eu não acho que ele terá problemas para arrumar um emprego. Ele é fantástico"
Próximo artigo:
Oficial: Brasil enfrentará a República Tcheca, em Praga
Próximo artigo:
Mbappé conhece Beckham e tieta o ídolo nas redes: "Uma inspiração para mim"
Próximo artigo:
"Neymar e Mbappé podem dividir a Bola de Ouro nos próximos dez anos", diz Buffon
Próximo artigo:
Santos estaria interessado em recontratar André, hoje no Grêmio
Fechar