Messi falha na busca por top três da Goal 50 pelo segundo ano seguido

Comentários
Argentino foi o artilheiro do Barcelona no último ano, mas ele pagou pelo fato de o time não vencer La Liga ou a UEFA Champions League em 2016/2017

Lionel Messi não conseguiu ficar entre os três primeiros no Goal 50, com o craque do Barcelona terminando em quarto lugar pelo segundo ano consecutivo.

O grande rival de Messi, Crisiano Ronaldo, manteve o primeiro lugar em nossa votação anual, que reconhece e classifica os 50 melhores futebolistas mundiais nos últimos 12 meses.

Como resultado, o espetáculo do Real Madrid agora tem cinco prêmios Goal 50, afastando-o de Messi, que finalmente elevou o troféu em 2015.

Gianluigi Buffon acumulou seu maior final de Goal 50 para conquistar o segundo lugar, depois de liderar a Juventus para outro duplo doméstico na temporada passada, bem como a final da Liga dos Campeões.

O companheiro de clube de Ronaldo, Luka Modric, também conquistou o terceiro lugar da carreira, recompensa por suas performances magistral no meio-campo de Madri, quando os homens de Zinedine Zidane ganharam a Copa da Europa e a Liga na mesma campanha pela primeira vez desde 1958.

Ronaldo, é claro, foi fundamental a esse respeito, compensando 42 vezes em 46 aparições em todas as competições. No entanto, enquanto o único grande troféu que Messi conseguiu vencer na temporada passada foi a Copa del Rey, ele superou o seu grande rival.

Messi marcou 54 gols em apenas 52 jogos e, dado que ele fez um início sensacional para a campanha atual, o jogador de 30 anos parece estar bem colocado para recuperar o Top 50 da meta 50 na próxima temporada.

Próximo artigo:
Cassano, Valdés, Terry, Júlio César e outros jogadores que se aposentaram em 2018
Próximo artigo:
Atlético-MG 0 x 0 América-MG: Galo empata sem gols no Independência
Próximo artigo:
Sergio Ramos sai em defesa de Jordi Alba: "ainda é um dos melhores do mundo"
Próximo artigo:
Guardiola lembra tempos no Barcelona: "acontece uma vez na vida"
Próximo artigo:
Miranda apoia a chegada de novos nomes na Seleção Brasileira
Fechar