Marquinhos sai em defesa de Neymar e diz que Tite evoluiu desde a época no Corinthians

Comentários()
Pedro Martins/MoWa Press
O zagueiro do PSG concedeu entrevista coletiva após treino realizado no Parque dos Príncipes, em Paris.

Titular no miolo da zaga da Seleção Brasileira, Marquinhos deve ter se sentido completamente em casa nesta terça (07). Afinal de contas, foi no estádio do seu clube, o Parque dos Príncipes, que ele participou do treinamento comandado por Tite.

Após o trabalho, o defensor concedeu entrevista coletiva ao lado do goleiro Alisson. Embora tenha falado da sensação boa de treinar em casa, o jogador do Paris Saint-Germain teve que responder aos questionamentos sobre Neymar, que volta e meia convive com críticas em relação ao seu comportamento e até sobre o seu futebol.

Só que Marquinhos usou o DNA de zagueiro para fazer um verdadeiro desarme nas críticas direcionadas ao companheiro de clube e Seleção: “Pelo que o Neymar vem fazendo em campo, quem não acha que ele é o esperado vê outro futebol. Ele é um jogador diferente, uma estrela, realmente o alvo de todos os outros jogadores, da imprensa, de torcedores”, disse.

Marquinhos Neymar PSG Saint-Etienne Ligue 1 25 08 2017(Foto: Getty Images)

“Assim como outros grandes jogadores não são unânimes, ele também não será. Haverá quem não goste, prefira que ele faça isso, outros que admiram. Importante é ter personalidade (...) Neymar tem cabeça boa, é importante para a Seleção, estamos tentando ajudar sua adaptação em Paris. Acredito que esteja adaptado à cidade, ao clube, ele veio buscar títulos e é um jogador de muita importância. Ninguém é unânime nessa vida, principalmente grandes estrelas”.

Tite Marquinhos Brasil 09102017(Foto: Pedro Martins/MoWa Press)

A respeito do treinador Tite, Marquinhos não poupou elogios profissionais e pessoais: “O Tite é um grande homem, um grande pai, um grande treinador, tem virtudes de grandes pessoas. Gosta de ser muito leal com seus jogadores, faz com que todos se sintam importantes, do roupeiro, o câmera, quem trabalha fora do campo, até os jogadores. E quem está no banco está feliz, ele sabe gerenciar tudo isso. Eu conheci no Corinthians e ele só cresceu, melhorou com o tempo”.

Brasil e Japão se enfrentam às 10h desta sexta-feira, em Lille.

Próximo artigo:
Arsenal 2 x 0 Chelsea: Em casa, Gunners levam a melhor
Próximo artigo:
De virada, Firmino exalta vitória do Liverpool: "jogo emocionante"
Próximo artigo:
Ancelotti: "Como treinador, devo tudo a Zidane"
Próximo artigo:
Ausência de Bruno Henrique na concentração irrita Sampaoli
Próximo artigo:
Treinador do Barcelona pede Malcom mais "decisivo"
Fechar