Notícias Placares ao vivo
Liverpool

Liverpool encara maratona de 14 jogos em seis semanas; Salah preocupa

12:32 BRST 22/11/2019
Mohamed Salah Jurgen Klopp Liverpool
Os Reds têm oito pontos de vantagem na liderança da Premier League, mas serão testados até no limite este fim de semana e o fim do ano

O fim de 2019 está chegando e com isso chega também uma das melhores épocas do ano. Comemorações do Natal, decorações por toda a cidade, virada de ano, férias... Nada para se preocupar.

Agora, tire o Liverpool deste cenário, pois para os Reds, uma das piores épocas da temporada se aproxima. Mesmo com oito pontos de vantagem na liderança da Premier League e ainda sem nenhuma derrota na competição, o time de Jurgen Klopp pode ser superado por outro adversário: o cansaço. Mais do que isso, lesões.

Acompanhe a Premier League ao vivo no DAZN! Acesse o DAZN e teste o serviço por um mês grátis!

Daqui até o final do serão 14 partidas em seis semanas, incluindo partidas da Premier League, Copa da Liga Inglesa, Liga dos Campeões e o Mundial de Clubes, que será disputado no Qatar.

Um exemplo de jogador fundamental do time de Jurgen Klopp que pode sofrer com essa sequência e perder vários jogos é Mohamed Salah. Ele ainda não conseguiu treinar normalmente desde a vitória contra o Manchester City. Na Data Fifa, inclusive, ele não jogou pelo Egito.

E não é comum o egipcío ficar de fora de jogos do Liverpool. Na temporada passada, ele jogou todas as 38 partidas da Premier League e ficou de fora somente de um jogo na Liga dos Campeões devido a uma concussão.

Quem também preocupa é Andy Robertson. O lateral esquerdo é titular da equipe e sofre com uma lesão do tornozelo que o impossibilita de treinar regularmente há algumas semanas. Quem deve assumir a posição do escocês é James Milner.

De um jeito ou de outro, o Liverpool precisará de todos os seus reservas nesta sequência, incluindo jogadores que pouco jogadoram nesta temporada como Shaquiri que, por causa de uma lesão na panturrilha, só jogou 29 minutos oficiais nesta temporada.

Jovens como Curtis Jones, Rhian Brewster e Harvey Elliott também precisam estar preparados, e não apenas para as quartas-de-final da Copa Carabao contra o Aston Villa, ridiculamente programada um dia antes da estreia dos Reds, com seus jogadores mais experientes, no Mundial de Clubes, torneio que o Liverpool nunca venceu.

Seja o time principal ou o time de garotos, o Liverpool quer terminar 2019 com motivos para comemorar. E não só no Natal e no reveillon, mas dentro e fora de campo também.