Notícias Placares ao vivo
Philippe Coutinho

Klopp e Henderson endossam coro por permanência de Coutinho, alvo do Barça

22:40 BRT 14/08/2017
HD Coutinho
Treinador alemão e meio-campista inglês esperam que o meia-atacante brasileiro permaneça no Anfield, apesar do assédio do Barcelona

Philippe Coutinho permanece na mira do Barcelona e ainda pode deixar o Anfield, mesmo que a Fenway Sports Group, detentora do clube, já tenha dito que ele não sairá. Mas se depender do técnico Jürgen Klopp e de seus comandados, o meia-atacante brasileiro permanecerá na Premier League por muito tempo.

Às vésperas do jogo contra o Hoffenheim, da Alemanha, pela UEFA Champions League, o técnico alemão se pronunciou e deixou clara a intenção de contar com o jogador que se recupera de um problema médico em seu elenco.


VEJA TAMBÉM:


"Se eles [Fenway Sports Group] disserem que o Barcelona oferecerá o que quer que seja e nós não queremos, esta é uma mensagem clara. Não queremos dinheiros, queremos investir na equipe e ter a melhor equipe, porque temos objetivos e sonhos. Essa é a mensagem", afirmou. 

"Não é importante o que penso. Tenho o jogador a partir de 31 de agosto novamente. Não há mais nada que possa dizer sobre isso. Eu acho que eu deixei claro que tenho chefes, certo? Tenho muitos chefes, inclusive minha esposa. Eu posso viver com isso, não é um problema. Eles [proprietários] estão 100% claros quanto a isso. Não há nada a dizer mais", acrescentou Klopp.


(Foto: Getty Images)

O treinador não foi o único a se manifestar sobre o caso. Henderson, capitão dos Reds, também fez os seus comentários:

"É uma situação difícil para o Phil, mas como jogador, nós estamos totalmente focados em fazer nosso trabalho. Você espera coisas como nesta janela de transferências, mas você tem que manter o foco junto no que é importante para o time. E é o jogo de amanhã. Todo mundo queria que o Phil estivesse, porque é acima da média para qualquer time do mundo", comentou.


(Foto: Getty Images)

"Se tivesse conversações com Phil, isso seria privado. Não acredito que possa influenciar a situação, mas eu posso conversar com ele. Ele é meu companheiro de time e sou próximo dele. Tenho muito respeito por ele, mas no fim do dia, tudo que acontecer não tem a ver comigo".