Jorge Jesus exige autonomia à frente do Flamengo: 'na equipe sou eu que mando'

Jorge Jesus Flamengo Goiás Brasileirão Série A 14072019
Buda Mendes/Getty
Treinador português também descartou a possibilidade de deixar o clube carioca por causa da violência no Rio de Janeiro

Jorge Jesus só quer uma coisa no Flamengo: autonomia para trabalhar. O português afirmou isso em entrevista ao programa Esporte Espetacular, da TV Globo.

"Quem trabalha comigo sabe como eu sou. Eu decido. O clube não é meu, tem um presidente acima, uma administração, mas na equipe sou eu que mando. E quando há qualquer coisa que não é como quero, eu vou embora", disse Jesus.

Quer ver jogos ao vivo ou quando quiser? Acesse o DAZN e teste o serviço por um mês grátis!

O assunto sobre uma possível saída do Flamengo começou ainda no mês passado, quando Rui Santos, comentarista de uma TV portuguesa, afirmou que o treinador deixaria o Flamengo no início do ano que vem. O motivo seria a violência no Rio de Janeiro. Mas Jesus declarou que não deixaria o clube motivado por isso.

"Eu não quero ser o transmissor de coisas que eu não vejo. Mas é o que se fala: 'Mister, não ande com relógio, não ande com colar'... Mas não quero falar disso porque me sinto normal, me sinto bem. Mas aquilo que se fala lá fora é o fim do mundo. Se um dia eu tiver que sair do Flamengo, nunca será por causa disso. Nunca!".

Líder do Brasileirão e classificado para as semifinais da Libertadores, Jesus afirmou que está se adaptando bem ao Rio e brincou sobre as distâncias e o trânsito na cidade: "Tenho me adaptado bem, minha vida é fácil. É CT, Ninho, e minha casa. De noite vou jantar, vou para casa...Esta é minha vida. Também fazia assim em Portugal. Só que lá, nas horas de lazer, encontrava com meus amigos. Aqui é muito longe, às vezes anda uma hora, uma hora e meia de carro. Em Portugal, para andar uma hora e meia de carro, chego em Coimbra, no meio do país (risos). Tudo é diferente".

Segundo o GloboEsporte.com, na entrevista que vai ao ar no domingo, Jorge Jesus ainda falou sobre outros assuntos como seu rápido sucesso à frente do Flamengo, referências na carreira, futebol europeu e outros temas.

Fechar