Jogadores do Corinthians se irritam com Nene, que se defende: 'Não foi falta de respeito'

Comentários()
Rubens Chiri / saopaulofc.net
Carille e atletas do Timão acusaram meia-atacante de provocação na comemoração do gol do triunfo do Tricolor

Os jogadores do Corinthians deixaram o estádio do Morumbi reclamando bastante do meio-atacante Nene, que foi acusado de provocar os corintianos durante a comemoração de seu gol, que garantiu a vitória do São Paulo por 1 a 0, neste domingo (25), pelo jogo de ida da semifinal do Campeonato Paulista. Antes, em uma reposição de bola perto do banco do Timão, já havia ocorrido uma discussão entre Carille e o jogador.

“Quarta vamos pensar só na nossa classificação. No lance do fair play, uma atitude de homem seria tocar a bola para o Cássio. E depois ele (Nenê) foi comemorar no nosso banco. Ele vai pensar quando deitar no travesseiro”, declarou Pedro Henrique.

"Ele não devolveu a bola com o Sheik no chão. Não deu para escutar, mas foi uma discussão. uma coisa normal. Mas ele poderia ter colocado a bola para fora, mas já passou. A maneira como ele comemorou gritando na cara do professor foi desnecessário para um cara que tem um currículo invejável como ele", completou Lucca.

Nene - São Paulo x Corinthians - 25/03/2018
(Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)

Emerson Sheik, por sua vez, procurou minimizar o ocorrido.

“Gosto de provocações no futebol, mas se houve desrespeito, aí é ruim. Não vi o vídeo. Não acredito, pois Nenê é do bem, tem boa índole. Mas tem o jogo de volta ainda”, afirmou.

Em seguida, durante passagem dos jogadores são-paulinos pela zona mista, o próprio Nene deu sua versão ao ocorrido.

“Ele (o Carille) tinha falado alguma coisa pra mim antes daquilo ali, ele falou um palavrão. Passei comemorando, vibrando e acabei olhando para ele, mas sem falar nada. O pessoal já me parou ali e disse que eu tinha sido desrespeitoso, mas não tive intenção. Dei uma olhada, mas foi vibrando. Não quis incitar nada. Foi realmente um momento meu de extravasar”, explicou.

“Não, foi falta de respeito ao incitar algo. Simplesmente aconteceu ali, já conversamos sobre isso. Não acredito que isso interfira em nada e temos de pensar só no nosso trabalho”, finalizou.

Próximo artigo:
"Não posso crer, estou desesperado", lamenta pai de argentino a bordo de avião desaparecido
Próximo artigo:
Quem é Emiliano Sala? O argentino que está a bordo do avião desaparecido no Canal da Mancha
Próximo artigo:
Jogador argentino desaparecido em provável acidente de avião; siga as notícias em tempo real
Próximo artigo:
Cruzeiro se encontra com representantes de Dodô e fica mais próximo de anunciar ex-lateral do Santos com reforço
Próximo artigo:
Sevilla encara o seu maior pesadelo: Lionel Messi
Fechar