Irregular após Copa, Flamengo não define prioridades e leva baile do Cruzeiro no Maracanã

Comentários()
Time de Mano Menezes fez grande jogo fora de casa e leva excelente vantagem para Belo Horizonte; planejamento foi o grande diferencial

Um time maduro, com ideia tem estabelecida, paciência e foco, esse foi o Flamengo que assumiu a liderança do Campeonato Brasileiro, o mesmo time que fez um grande jogo diante do Grêmio, em Porto Alegre, na semana passada e mesmo perdendo por um a zero não abriu mão da bola e buscou o empate a todo custo.

Este Flamengo, no entanto, não entrou em campo contra o Cruzeiro, na noite desta quarta-feira(08), no Maracanã, pelo primeiro jogo das oitavas de final da Copa Libertadores da América, quem colocou isso em prática foi a equipe de Mano Menezes que merecidamente saiu com boa vantagem e poderia até ter ampliado se não fosse por Diego Alves. 

A derrota começou nas arquibancadas, quando a diretoria optou por elevar o preço dos ingressos diante de uma verdadeira maratona de jogos. O torcedor foi obrigado a escolher, afinal, o país não atravessa boa fase e ninguém está podendo gastar mais do que deveria.

Quarenta e cinco mil pessoas para o jogo mais importante do Flamengo na temporada, atrelada a punição de uma das torcidas organizadas que mas faz barulho, punição essa dada pelo MP por denúncia dos próprios dirigentes do clube. 

Cuellar Flamengo x Cruzeiro Libertadores Maracanã 09 08 18
(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo / Divulgação)

Com gol logo no início e grande pressão, o Cruzeiro tomou conta do jogo, e deixou os Rubro-Negros encurralados, a torcida Celeste, por sua vez, fez a festa no estádio, mesmo sendo minoria. 

Sem seu principal jogador, pasmem, um garoto de 21 anos que não voltou da pausa para a Copa do Mundo em seu melhor nível, mas segue sendo a peça mais importante da equipe. Barbieri optou por Jean Lucas, o também garoto sentiu a pressão e não foi bem na partida. No 4-4-2, Mano Menezes envolveu Barbieri e saiu vitorioso do primeiro confronto. 

Jean Lucas, opção justamente para tentar acelerar o jogo com qualidade não funcionou, Diego, que até buscou bastante não conseguiu imprimir a rapidez que o meio-campo necessitava e Everton Ribeiro viveu noite muito ruim, com alguns lampejos mas ainda assim bem abaixo do que o Rubro-Negro precisava. 

Diego Cruzeiro Flamengo Libertadores 09 08 2018
(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo / Divulgação)

A principal arma do Flamengo no jogo foram os escanteios pelo lado direito, o que foi insuficiente para conseguir reverter o resultado sofrido. Quando foi acionado, Fábio foi perfeito e ouviu de sua torcida os gritos de melhor goleiro do Brasil, em provocação a Diego Alves, o melhor do Rubro-Negro em campo, responsável por ter evitado uma tragédia. 

Contratado a peso de ouro, Vitinho começou o jogo no banco de reservas, Henrique Dourado, artilheiro do Flamengo na temporada nem ao menos esteve como opção na partida. Coube a Lincoln entrar e tentar fazer algo, já era tarde demais.  

No final da partida, Edilson elogiou o planejamento do Cruzeiro em poupar os titulares no Campeonato Brasileiro, afirmou que sem isso a equipe não teria perna para fazer o grande jogo que fez no Maracanã, por outro lado, Diego Alves rechaçou definir prioridades e apontou o próximo jogo sempre como a meta do Rubro-Negro.

Agora, o Flamengo enfrenta o Cruzeiro novamente, no domingo, no Mineirão, pelo Campeonato Brasileiro. Em seguida já encara o Grêmio, no Maracanã, pelo jogo da volta das quartas de final da Copa do Brasil. É hora importante da temporada, focar num objetivo, um dos três parece muito distante neste momento. 

Próximo artigo:
Dalic elogia Luis Enrique: "Mudou o estilo da Espanha"
Próximo artigo:
Quais são as equipes já classificadas para a Copa Libertadores 2019?
Próximo artigo:
Valeu, Vasco! Flamengo garante classificação à Libertadores 2019
Próximo artigo:
Castán lamenta empate do Vasco: “faltou malandragem”
Próximo artigo:
Vasco 1x1 Atlético-PR: Cruzmaltino leva o empate nos acréscimos e pode terminar rodada no Z4
Fechar