Notícias Placares ao vivo
Copa Libertadores da América

Inter tem mistério no meio-campo antes de enfrentar La U: entenda as opções

09:00 BRST 11/02/2020
Coudet Inter Universidad Chile Libertadores 04 02 2020
Eduardo Coudet não quis mostrar o plano para o duelo contra a Universidad de Chile, pela pré-Libertadores

Técnico do Internacional, Eduardo Coudet escondeu o jogo no último treino antes da partida contra a Universidad de Chile, às 19h15 desta terça-feira (11), compromisso decisivo no caminho até a fase de grupos da Libertadores.

Quer acompanhar o melhor do futebol ao vivo ou quando quiser? Clique aqui e teste o DAZN com um mês grátis!

Após um empate sem gols no jogo de ida, o Colorado precisa vencer por qualquer placar no Beira-Rio para seguir adiante na pré-Libertadores – uma igualdade sem gols leva o confronto para os pênaltis, enquanto empates com gols dão a vaga aos chilenos.

O grande questionamento do treinador argentino está no meio-campo, justamente o setor que levantou, na última semana, polêmica entre os torcedores.

Na ocasião, Coudet montou o time em um 4-1-3-2, sendo que a trinca mais avançada no meio-campo foi formada por Patrick, Rodrigo Lindoso e Edenílson.

Como todos da trinca têm histórico como volantes, a escalação revoltou alguns colorados, embora todos tenham desempenhado funções de meias enquanto coube a Musto o papel de ser o cão de guarda da defesa.

Para o duelo decisivo contra os chilenos, Coudet deverá manter o desenho tático: Patrick e Edenílson provavelmente seguirão titulares... mas há dúvida de quem vai atuar centralizado. Veja as opções de Coudet.

Rodrigo Lindoso

(Foto: Ricardo Duarte/Internacional)

O treinador argentino pode seguir contando com Lindoso, que apesar do passado como meia não foi dos maiores destaques na partida realizada em Santiago. Oferece mais combatividade e equilíbrio defensivo.

Gabriel Boschilia

O ex-jogador do São Paulo, que estava no futebol francês e chegou como reforço para 2020, ainda teve pouco tempo com a camisa do Internacional: fez dois jogos com os reservas no Gauchão e esteve nos minutos finais do empate com a Universidad de Chile.

No entanto, Coudet gostou da atuação do meio-campista na vitória por 2 a 0 do Inter sobre o Novo Hamburgo, no último sábado (08): a favor de Boschilia, ter atuado mais avançado na posição nos últimos anos.

Thiago Galhardo

(Foto: Ricardo Duarte/Internacional)

Por ter se construído como meia ao longo de sua carreira, Galhardo ainda é tido como opção. Entretanto, Coudet vem utilizando Thiago como um atacante para substituir Paolo Guerrero.